Cientistas chineses dizem ter desenvolvido cura para coronavírus - IMEB

Cientistas chineses dizem ter desenvolvido cura para coronavírus

 

Em meio a um surto de coronavírus na Coreia do Sul, cientistas chineses afirmam ter desenvolvido dois compostos químicos que poderiam curar os pacientes com a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS-CoV) ou novo coronavírus e proporcionar tratamento de emergência aos grupos de risco, informou o jornal oficial “Global Times”.

Os remédios são o resultado da pesquisa de científicas da Universidade Fudan de Xangai (China) sobre esta doença que vitimou duas pessoas na Coreia do Sul, país de onde procede o único caso de infecção detectado na China até agora.

Os pesquisadores da Fudan garantem que um anticorpo chamado m336, desenvolvido em conjunto com a rede de Institutos Nacionais de Saúde (NIH) dos Estados Unidos, eliminou o vírus quase instantaneamente nos testes de laboratório. Além disso, trabalharam em outro composto, o HR2P-M2, que poderia ser usado em grupos de alto risco, como as equipes médicas e familiares em contato com os pacientes, para reduzir o risco de contágio. O HR2P-M2 poderia ser aplicado também às pessoas infectadas com o coronavírus, para reduzir a emissão de partículas viróticas.

“Se as autoridades e os pacientes de MERS aceitarem usar o m336 e o HR2P-M2 para tratamento de emergência, isso poderia salvar suas vidas”, disse Jiang Shibo, diretor da equipe por trás destes compostos químicos, em declarações ao “Global Times”.

Jiang destacou que há “poucas” possibilidades de um surto de MERS na China.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), até o momento, não há provas de uma transmissão sustentada do vírus entre humanos.

Por: Dr. Renato Barra / Categoria: Destaque Notícias

9 de junho de 2015

Conteúdos Relacionados

DICAS DE SAÚDE

Receba Dicas de Saúde Atualizadas