Check-up do idoso: principais exames para quem já passou dos 60! -

Check-up do idoso: principais exames para quem já passou dos 60!

Para preservar a saúde ao longo de toda a vida e se manter ativo e inserido no convívio social, os cuidados preventivos são essenciais.

E quando falamos de prevenção, nos referimos tanto à manutenção de bons hábitos no dia dia – alimentação, atividades físicas e rotina saudável – quanto às consultas e exames preventivos.

Especialmente na terceira idade, os check-ups regulares devem fazer parte da rotina de cuidados.

Mas pode surgir a dúvida: quais os exames mais importantes no check-up do idoso? Com qual frequência eles devem ser feitos? 

Neste artigo esclarecemos essas e muitas outras dúvidas. Acompanhe!

A importância do check-up

A evolução da medicina, entre outros benefícios, contribuiu bastante para o aumento da expectativa de vida da população como um todo, mas principalmente para os idosos. Segundo o IBGE, a expectativa de vida dos brasileiros aumentou mais de 30 anos, desde 1940.

Hoje em dia, existem diversos exames de rotina que os idosos podem fazer, a fim de detectar de forma precoce possíveis problemas de saúde. Um diagnóstico estabelecido mais cedo faz, muitas vezes, com que o tratamento seja mais simples e rápido, aumentando muito as chances de cura.

Além disso, realizar o check-up anual a partir dos 60 anos é fundamental para a saúde mental e para o aumento da qualidade de vida do idoso, que ganha mais confiança e pode aproveitar plenamente os benefícios dessa fase tão especial da vida.

Dia do idoso: conheça a importância dessa data e todos os cuidados que são necessários nessa fase da vida!

Check-up do idoso: principais exames para quem já passou dos 60!

1. Hemograma completo

O famoso exame de sangue avalia a quantidade e a qualidade de três principais grupos de células do sangue: as hemácias (ou glóbulos vermelhos), responsáveis por levar oxigênio para as células; os leucócitos (ou glóbulos brancos), que promovem a defesa do organismo contra infecções; e as plaquetas, responsáveis pela coagulação do sangue. 

Com o hemograma, é possível detectar:

  • a presença de anemia, avaliando quantidade de ferro no sangue;
  • infecções virais;
  • infecções bacterianas;
  • a presença de doenças autoimunes.
  • alergias.
  • alguns tipos de câncer, como a leucemia.

Um fator fundamental (e delicado) para a saúde dos idosos é a hidratação. Confira neste artigo cuidados para evitar a desidratação nessa idade!

2. Perfil lipídico e proteína C reativa

Esse exame – também conhecido como lipidograma – é solicitado com o objetivo de avaliar as quantidades de gorduras no organismo.

Para isso, são avaliadas as taxas de colesterol total, colesterol HDL (o colesterol bom), colesterol LDL (o colesterol ruim) e os triglicerídeos.

Com os resultados, é possível avaliar os riscos do paciente desenvolver certas doenças cardiovasculares, como aterosclerose, infarto e acidente vascular cerebral (AVC).

3. Exame de glicemia

O exame de glicemia mede os níveis de açúcar presentes na circulação sanguínea do paciente, sendo importante tanto para prevenir quanto para monitorar pacientes diabéticos.

A realização preventiva desse exame pode apontar, por exemplo, um quadro de diminuição de tolerância à glicose, o que já pode indicar um paciente em estado de pré-diabetes.

Você sabia que os exercícios físicos podem elevar em até 5 anos a expectativa de vida de idoso? Saiba mais acessando este artigo!

4. TSH

O exame TSH (hormônio tireoestimulante em inglês) tem a função de avaliar a quantidade desse hormônio, que é produzido pela hipófise e influencia o funcionamento da tireoide.

É por estímulo do TSH que a tireoide produz os hormônios T3 e T4 que, quando estão alterados, podem levar a problemas como hipertireoidismo (metabolismo acelerado) ou hipotireidismo (metabolismo lento), além de afetar a saúde cardíaca, o controle do peso, o estado emocional, entre outros aspectos.

5. Exames cardiológicos

Dentre os vários exames de rotina importantes para avaliar as funções cardíacas, podemos citar:

  • Eletrocardiograma – avalia a atividade elétrica do coração, por meio de eletrodos fixados no tórax.
  • Ecocardiograma: análise dos batimentos cardíacos e fluxo sanguíneo, através de um exame de ultrassom.
  • Teste de esforço (ergométrico): exame realizado em esteira ou bicicleta, que tem o objetivo de avaliar a capacidade cardíaca do paciente mediante esforço.

Esses e outros exames são importantes para o diagnóstico de problemas como arritmias, insuficiência cardíaca e infarto, entre outros.

6. Densitometria óssea

A densitometria óssea é um exame de imagem utilizado para medir a densidade óssea, ou seja, a resistência e a composição dos ossos. Trata-se do principal exame para essa finalidade.

Essa avaliação é importante para o diagnóstico dos quadros de osteopenia (perda óssea inicial) e de osteoporose (processo mais avançado), que é irreversível e compromete diretamente a resistência dos ossos, tornando-os mais propensos a fraturas.

Essas condições ósseas afetam principalmente pessoas na terceira idade, de forma mais frequente nas mulheres, pelas mudanças hormonais provocadas pela menopausa.

Conheça os diferentes tipos de densitometria, o preparo necessário para fazê-lo e, se desejar, aproveite para agendar agora mesmo seu exame!

7. Colonoscopia

Alterações e problemas intestinais são problemas que costumam se tornar mais frequentes na terceira idade. Para prevenção ou acompanhamento dessas condições, um dos exames mais importantes é a colonoscopia.

Trata-se de um exame de imagem, realizado por meio de uma sonda com uma microcâmera, que é introduzida por via retal e capta imagens do interior do intestino.

Com ele é possível identificar ou monitorar a presença de lesões, sangramentos, alterações inflamatórias ou até mesmo câncer colorretal.

Também pode ser solicitada para investigar dores abdominais e diarreias frequentes.

8. Exames ginecológicos

Os exames ginecológicos são muito importantes para a saúde da mulher em todas as idades.

Como exemplos, o papanicolau e o exame de toque ginecológico devem ser realizados anualmente até os 70 anos – ou por indicação médica – para prevenção do câncer de colo do útero e algumas infecções.

9. Mamografia

A mamografia é o principal exame para rastreio de diagnóstico de câncer de mama, condição que se torna bem mais frequente nas mulheres a partir dos 50 anos. Estima-se que 90% dos casos surjam em mulheres após os 40 anos.

O Ministério da Saúde recomenda que mulheres a partir dos 50 anos realizem a mamografia com intervalos máximo de 2 anos.

Caso haja histórico de câncer de mama na família, o exame deve ser feito anualmente.

No vídeo abaixo o Dr. Renato Barra, médico apresenta o mais moderno aparelho de mamografia disponível hoje, a tomossíntese mamária tridimensional. Clique para assistir:

Clique para agendar seu exame de tomossíntese mamária tridimensional!

10. Exame de próstata

Homens a partir dos 50 anos devem realizar, anualmente, exames para rastreio do câncer de próstata, que é um dos mais comuns e fatais para o público masculino.

Essa investigação é feita através do:

  • Exame sanguíneo que mede a dosagem do PSA (antígeno prostático específico), proteína produzida pela próstata.
  • Toque retal, o exame físico realizado pelo urologista, para avaliar a textura, tamanho e demais características dessa glândula.

11. Radiografia de tórax

Exame bastante indicado para avaliação da saúde pulmonar, em especial para pacientes que são ou já foram fumantes.

Além de detectar lesões que podem indicar a presença de câncer de pulmão, um tipo bastante agressivo da doença, o exame também pode diagnosticar a presença de pneumonias que, em pacientes idosos, costumam ser mais frequentes e mais graves.

12. Exames oftalmológicos

Finalmente, os cuidados com os olhos devem ser uma preocupação constante ao longo de toda a vida, exigindo especial atenção na terceira idade.

A consulta com o oftalmologista deve ser feita pelo menos uma vez ao ano, ocasião em que o médico poderá solicitar exames para avaliação de problemas como glaucoma e catarata (comum em idosos), assim como para aferir a pressão intraocular.

Realizar o mapeamento da retina também é importante para pacientes com hipertensão ou diabetes.

Para seus exames de imagem, procure o IMEB!

Como vimos no artigo, o check-up do idoso é um dos cuidados mais importantes com a saúde na terceira idade. Para isso, é fundamental que seja mantida a frequência nas consultas com seu médico de referência, que fará as solicitações indicadas.

O IMEB é referência em exames de imagem, dispondo das mais modernas tecnologias diagnósticas e uma equipe de profissionais preparados e experientes, num ambiente confortável e acolhedor.

Confira alguns dos exames que você pode realizar conosco:

  • Mamografia.
  • Densitometria óssea.
  • Ecografias.
  • Ressonância magnética.
  • Tomografia computadorizada.
  • Cintilografia.
  • PET/CT.

Caso você esteja em Brasília ou Entorno e tenha o pedido médico, agende agora mesmo seus exames e venha cuidar da sua saúde conosco!

QUERO AGENDAR MEUS EXAMES NO IMEB

Também atendemos diversos convênios. Consulte a lista abaixo para ver se o seu plano está incluído.

CONVÊNIOS ATENDIDOS

Por: Dr. Renato Barra / Categoria: Blog

15 de outubro de 2021

Conteúdos Relacionados

DICAS DE SAÚDE

Receba Dicas de Saúde Atualizadas