Como aproveitar o verão de forma saudável?

menino mergulhando em uma piscina

O verão está entre as estações mais desejadas pelos brasileiros. O sol intenso combinado com aquela viagem para a praia, o churrasco em família, os banhos na piscina e aquele bronze rendem muitas expectativas e muitas fotos pelas redes sociais.

Entretanto, vale ressaltar: é nessa época que precisamos de cuidados redobrados para preservar a saúde e evitar a incidência de algumas doenças, como o câncer de pele.

Por isso, confira algumas dicas sobre como aproveitar o verão de forma saudável. Vamos unir o lazer com atitudes responsáveis, ok? Acompanhe!

Curta o que o sol tem para oferecer

Tomar sol sem o protetor solar e nos horários recomendados — pela manhã, até as 10 horas, e pela tarde, a partir das 16 horas —, pode trazer muitos benefícios para a saúde. Ele fortalece o sistema imunológico, melhora a qualidade do sono, diminui sintomas de depressão e ansiedade, e ainda produz vitamina D.

É o sol, inclusive, o responsável pela aquisição de 90% de vitamina D feita pelo ser humano, contra os 10% advindos de alimentos, como, por exemplo, o leite, a gema de ovo e a manteiga. Essa vitamina D é importante porque ela dá tonicidade muscular ao corpo, ajuda a absorver o cálcio do organismo e ainda previne a osteoporose — doença que enfraquece os ossos e pode ocasionar fraturas na coluna, bacia, punhos e costelas.

Mantenha-se hidratado e fique longe de doenças

Vimos que curtir o sol nos horários recomendados faz muito bem à saúde. Contudo, no período entre às 10h e 16h, a radiação ultravioleta é mais alta e nociva para a pele e para o corpo. Por isso, é muito importante tomar alguns cuidados para se manter hidratado durante todo o dia.

Procure passar o protetor solar diariamente, nas áreas expostas ao sol e aplicá-lo a cada 2 horas, principalmente após o contato com a água — seja no mar ou na piscina. Vale também apostar em sombrinhas e em chapéus ao longo dia. Afinal, o que não é recomendável é ficar “torrando” no sol, contando apenas com o protetor, ok?

Ainda, vale ressaltar que a desidratação é um das principais causas de mal estar nesse período do ano. Dentre suas consequências, estão: o enfraquecimento dos órgãos e uma baixa no sistema imunológico, insolação, dor de cabeça, febre, pele avermelhada e seca, enjoos e diarreia.

Fique atento também a outros problemas que podem ocorrer durante o verão, como gripes, resfriados e inflamação na garganta. Ao sair do mar ou da piscina, evite ficar com a roupa molhada no corpo. Ao voltar para a casa ou para o hotel, não deixe o seu ar-condicionado ligado por muito tempo, e tome banho sempre em temperatura ambiente. Se for sair à noite, use casacos para não deixar aquele ventinho prejudicar a garganta.

Permita-se comer de tudo um pouco, mas com sabedoria

Se você vai passar o dia na praia ou na piscina curtindo o sol, invista em uma alimentação saudável já pela manhã, com uma boa ingestão de nutrientes para aproveitar o dia com muita disposição.

Não se esqueça de beber bastante água — principalmente se você for praticar alguma atividade física ao ar livre — pois ela também é essencial para manter o corpo hidratado e com energia para enfrentar as altas temperaturas.

Manter uma alimentação saudável não significa que você não possa relaxar um pouco e sair da dieta no verão. É possível saborear alguns alimentos calóricos durante o dia, desde que não exagere na dose. Bebidas alcoólicas podem contribuir com a desidratação, então procure consumi-las com consciência e sem exageros.

Uma boa alternativa é tomar água de coco: além de ser uma excelente bebida, é refrescante, possui carboidratos e minerais importantes para o organismo, e ainda combinam com o clima de verão. Os picolés de fruta também são ótimas opções para se refrescar no verão. Eles são menos calóricos que os sorvetes em massa, por exemplo, e causam maior sensação de saciedade, fazendo com que você controle melhor a ingestão de alimentos muito calóricos.

Leia também: Por que manter uma alimentação saudável ajuda a prevenir o câncer?

Procura bronzear-se de forma saudável

É importante saber que quando acontece uma exposição prolongada ao sol, a pele reage produzindo uma quantidade maior que o normal de melanina (pigmento escuro produzido pelas células melanócitos do corpo). E essa produção extra de melanina é o que causa o bronzeamento na pele.

Em outras palavras, o bronzeamento nada mais é do que uma reação da pele à esses raios UV atingindo a pele. Mas é possível estimular a produção dessa melanina para o bronzeamento, sem comprometer a sua saúde e correr o risco de contrair câncer de pele.

Leia também: Câncer de pele: o câncer mais frequente no Brasil

Uma boa dica é investir em alimentos que contenham betacaroteno (substância que protege o corpo por ser antioxidante e que ajuda na formação de melanina promovendo um bronzeado bonito e uniforme). Veja algumas opções:

  • Verduras – abóbora, batata-doce, beterraba, cenoura, pimentão;
  • Legumes – agrião, brócolis, couve, espinafre e repolho;
  • Frutas – mamão, caqui e manga.

Procure ingerir de três a cinco porções de frutas por dia, e de quatro a cinco porções de verduras e legumes diariamente. Você pode ainda investir em sucos naturais feitos com alimentos ricos em betacaroteno, como o combo, espinafre, laranja e hortelã.

Evite o bronzeamento artificial

Caso você esteja pensando em otimizar o seu verão com um bronzeamento artificial, cuidado! Diversos estudos conduzidos nos Estados Unidos, Austrália e Europa também apontaram uma forte relação entre o melanoma — o tipo mais agressivo do câncer de pele — e  a prática do bronzeamento artificial.

Mesmo nos estudos realizados para avaliar o risco de desenvolvimento de câncer de pele em equipamentos mais modernos de bronzeamento artificial, os resultados não apresentaram diferença. Por isso, evite fazer o uso desse tipo de procedimento que, aliás, está proibido no Brasil pela Anvisa desde 2009.

Leia também o artigo: Cuidados diários para se proteger do câncer de pele

Fale conosco

Deixe sua mensagem aqui.

Enviando

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?

IMEB -- 2018 © Copyright