Entenda o que é o hipertireoidismo

O hipertireoidismo é um problema endócrino que atinge principalmente mulheres entre os 20 e 50 anos e que muitas vezes passa despercebido. Quando não tratado, pode se tornar grave, mas, se detectado a tempo e com o tratamento adequado, pode ser facilmente curado. Vamos saber um pouco mais sobre ele neste artigo. Acompanhe!

O que é hipertireoidismo

Alguns sinais podem indicar problemas na tireoide, que é uma glândula localizada no pescoço e responsável pela produção dos hormônios que regulam o nosso metabolismo. O mal funcionamento dessa glândula pode gerar disfunções, conhecidas como hipotireoidismo e hipertireoidismo.

Esses hormônios são conhecidos como T4 (tetraiodotironina) e T3 (triodotironina) e sua produção elevada causa o hipertireoidismo, podendo ocorrer disfunção em ambos ou em apenas um desses hormônios.

O aumento do metabolismo causado pelo hipertireoidismo provoca emagrecimento repentino, alteração nos batimentos cardíacos, suor em excesso e irritabilidade.

Conhecendo os sintomas do hipertireoidismo

Emagrecimento repentino

Se você está emagrecendo rapidamente e sem nenhum tipo de dieta, pode ser o seu metabolismo que está acelerado pelo hipertireoidismo. A produção de T4 em excesso queima rapidamente os carboidratos ingeridos e reduz a gordura corporal, fazendo com que você perca peso mesmo se estiver se alimentando mais. O apetite também pode aumentar em decorrência da disfunção.

O intestino também pode ser afetado por conta do processo de digestão acelerado e maior produção de sucos digestivos, que podem resultar em diarreia ou maior necessidade de evacuação.

Arritmia cardíaca

O hipertireoidismo pode acelerar os batimentos cardíacos devido a função intensa do metabolismo, que faz com que o corpo necessite mais rapidamente de nutrientes, dilatando os vasos sanguíneos e exigindo do coração um volume maior de sangue para atender a necessidade. O próprio hormônio aumenta a frequência cardíaca e provoca maior contração do músculo do coração. Veja agora nossas 5 dicas para prevenir doenças do coração.

Alterações no sistema nervoso

O sistema nervoso também é afetado por essa disfunção, que acentua a atividade cerebral e, consequentemente, a irritabilidade, a ansiedade e o nervosismo.

Outro sintoma dessa alteração são tremores musculares, percebidos principalmente nas mãos. São leves, mas contínuos.

Cansaço extremo e falta de sono

Por um lado, o metabolismo acelerado queima as energias absorvidas pela alimentação muito rapidamente, provocando fadiga. Por outro lado, o sistema nervoso central afetado permanece em alerta, dificultando o sono.

Calor em excesso

Suor excessivo e maior sensibilidade ao calor também são sintomas causados pela disfunção do metabolismo, que provoca um aumento do aquecimento corporal

Causas do hipertireoidismo

A alteração na produção dos hormônios T3 e T4 pode se desencadear por diversos motivos, tais como:

  • Doença de Graves

A doença de graves é a principal causa de hipertireoidismo. Também conhecida como bócio difuso, faz com que os anticorpos ataquem as células da tireoide e estimulem a produção de hormônios.

  • Iodo em excesso

Apesar de ser um mineral importante na síntese dos hormônios T3 e T4, se consumido em excesso, o Iodo pode ser prejudicial por provocar o aumento da secreção desses hormônios.

  • Inflamações na tireoide (tireoidite)

Essas inflamações, que podem ser causadas por vírus ou pela infiltração de células brancas na tireoide, podem elevar a liberação de hormônios, provocando o hipertireoidismo.

  • Presença de tumores

Os níveis de T4 e T3 também podem ser descompensados e elevados como consequência da presença de tumores benignos na tireoide ou na hipófise.

Tratamento

O tratamento normalmente é simples e tem bons resultados. Dependendo do caso, pode ser feito à base de medicamentos próprios para tratar de distúrbios da tireoide. Nos casos em que a disfunção tiver relação com a hipertensão, o tratamento deve ser adequado para este fim.

O tratamento mais antigo e eficaz é feito através da ingestão de Iodo Radioativo, que ajuda na destruição de células hiperativas na tireoide.

Casos mais extremos podem exigir a extração total ou parcial da tireoide, conhecida como Tiroidectomia. Esse procedimento inclui a posterior suplementação de hormônios para que não venha ocorrer o hipotireoidismo.

Lembre-se que a informação é sempre a melhor prevenção. Para saber mais, assista o vídeo sobre Nódulo na Tireoide – Quais exames para avaliar nódulo na tireoide?

Fale conosco

Deixe sua mensagem aqui.

Enviando

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?

IMEB -- 2018 © Copyright