Endometriose: o que é, quais os seus riscos e como diagnosticar | IMEB

Endometriose: o que é, quais os seus riscos e como diagnosticar

A endometriose é uma condição ginecológica crônica, que afeta milhões de mulheres em todo o mundo. Caracterizada pelo crescimento anormal do tecido que normalmente reveste o útero, pode causar uma série de sintomas desconfortáveis e impactar significativamente a qualidade de vida das pacientes. 

Infelizmente, grande parte das mulheres sofre por mais tempo do que deveriam, devido à demora no diagnóstico e consequentemente no tratamento.

Neste artigo, você vai entender o que é a endometriose, quais os seus riscos e como diagnosticar o problema!

Afinal, o que é endometriose?

Ginecologista mostrando imagem de útero a paciente.

A endometriose é uma condição médica que afeta principalmente mulheres em idade reprodutiva. Ela ocorre quando o tecido do revestimento interno do útero, chamado de endométrio, cresce e se desenvolve fora da cavidade uterina. A estimativa é de que uma em cada 10 mulheres sofram com os sintomas da doença.

Esse processo causa uma inflamação crônica, que pode afetar várias áreas da cavidade pélvica, como ovários, trompas, bexiga e até o intestino. 

No fim do ciclo menstrual, o endométrio é naturalmente eliminado do corpo por meio da menstruação. Contudo, na presença da endometriose, esse processo não ocorre como deveria, resultando em dores intensas e outros sintomas, como veremos a seguir.

O que a endometriose pode causar?

Os sintomas da endometriose podem variar de mulher para mulher, mas costumam incluir:

  • Dor pélvica: Uma das queixas mais comuns é a dor pélvica intensa, que geralmente piora durante a menstruação.
  • Dor durante o sexo: Algumas mulheres experimentam dor durante ou após a relação sexual, tornando a prática dolorosa e desconfortável. 
  • Problemas menstruais: Sangramento menstrual irregular, menstruação muito intensa ou sangramento entre os períodos.
  • Problemas gastrointestinais e urinárias: Em casos graves, a endometriose pode afetar o intestino, causando dor abdominal, diarreia ou constipação, dor e sangramento ao urinar e evacuar durante a menstruação.

Quais os riscos desse problema?

Mulher com dor, deitada e encolhida.

Conheça as principais características e sintomas provocados pela endometriose, inclusive para facilitar o diagnóstico junto a seu médico:

1. Dor pélvica 

A dor pélvica causada pela endometriose pode variar de mulher para mulher em termos de intensidade e características, mas geralmente apresenta algumas semelhanças, como:

  • Localização: A dor pélvica associada à endometriose costuma ser centralizada na região inferior do abdômen e na pelve. Pode afetar ambos os lados da área pélvica.
  • Tipo de dor: Pode ser descrita como uma dor persistente, que varia de uma sensação de pressão, queimação ou cólica a uma dor aguda.
  • Intensidade: A intensidade da dor varia, mas algumas mulheres experimentam apenas desconforto leve a moderado, enquanto outras enfrentam dores intensas e debilitantes, prejudicando as tarefas do dia a dia.
  • Padrão: Muitas vezes, a dor pélvica relacionada à endometriose segue um padrão cíclico.

2. Infertilidade

A endometriose – quando não tratada adequadamente – pode acabar levando à infertilidade feminina. Isso porque, quando a doença está em estágio avançado, pode danificar as trompas uterinas, dificultando a gravidez. 

Também pode acontecer devido à presença de cistos de endometriose nos ovários. Vale ressaltar que nem todas as mulheres diagnosticadas têm dificuldade para engravidar

3. Cistos de chocolate

O termo “cisto de chocolate” é uma forma de se referir a um tipo específico de cisto constituído de glândulas endometriais e estroma, que pode se formar nos ovários, conhecido como endometrioma. Este termo é usado devido à aparência do conteúdo do cisto, que muitas vezes se assemelha ao chocolate líquido escuro.

4. Adesões e obstruções

A endometriose pode estar associada ao desenvolvimento de adesões e obstruções na pelve devido à inflamação crônica e ao processo cicatricial. Esse processo é mais comum em mulheres no estágio mais grave da doença. 

5. Complicações urinárias e gastrointestinais

A endometriose pode levar a várias complicações urinárias e gastrointestinais devido ao crescimento anormal do tecido endometrial. Por exemplo, quando o tecido se desenvolve na parede da bexiga, pode causar irritação e sangramento, levando a sintomas como dor ao urinar e sangue na urina durante a menstruação.

6. Impacto na qualidade de vida

A endometriose pode ter um impacto significativo na qualidade de vida das mulheres afetadas, por causa da natureza crônica da condição e aos sintomas que, por muitas vezes, são debilitantes. Por exemplo, a dor e a fadiga podem limitar a capacidade de realizar atividades físicas, levando a um estilo de vida menos ativo.

7. Maior risco de câncer

De acordo com o Centro de Referência em Tumores Ginecológicos do A.C.Camargo Cancer Center, existem alguns tipos mais raros de câncer de ovário que têm origem em foco de endometriose. 

Já o Instituto Vencer o Câncer ressalta que mulheres com endometriose podem ter uma chance maior de desenvolver câncer de ovário do tipo endometrioide e células claras, mas que esse risco é considerado muito baixo.

Quais exames para saber se tem endometriose?

A investigação da endometriose envolve uma série de exames médicos e procedimentos para confirmar o diagnóstico. 

  • História clínica e exame físico: Geralmente inicia-se com uma análise detalhada da história clínica da paciente, incluindo a descrição e duração dos sintomas. Além disso, essa avaliação inicial pode incluir um exame pélvico para detectar massas que podem indicar cistos
  • Ultrassonografia pélvica: A ultrassonografia transvaginal costuma ser usada como um exame para avaliar órgãos e estruturas pélvicas. 
  • Ressonância Magnética (RM): A RM pode oferecer uma imagem mais detalhada dos órgãos pélvicos, permitindo que o(a) médico(a) faça o acompanhamento da doença. 
  • Exames de sangue: Embora não seja definitivo, um exame de sangue para medir o marcador CA-125 pode ser solicitado para ajudar a avaliar a presença de endometriose. Valores aumentados da proteína CA-125 podem indicar a presença de endometriose.
  • Exames de imagem complementares: Em alguns casos, outros exames de imagem, como a colonoscopia (para avaliar o intestino) ou a cistoscopia (para avaliar a bexiga), podem ser solicitados. 

Se você (ou alguém próximo) está sofrendo com os sintomas típicos da endometriose, não perca tempo. Busque o quanto antes uma avaliação médica para resolver seu problema.

E para realizar seus exames de imagem, considere o IMEB como sua melhor opção. Somos referência no Centro-Oeste e contamos com as mais avançadas tecnologias, além de um time de profissionais experientes e atenciosos.

Se você está no Distrito Federal ou Entorno e tem exames solicitados, clique no link abaixo para agendar seus exames e vir cuidar da sua saúde conosco!

Quero agendar meu exame no IMEB

Por: Dr. Renato Barra / Categoria: Blog

10 de outubro de 2023

Conteúdos Relacionados

Conteúdos Recomendados

DICAS DE SAÚDE

Receba Dicas de Saúde Atualizadas