Falta de higiene e baixa imunidade podem provocar infecção urinária - IMEB

Falta de higiene e baixa imunidade podem provocar infecção urinária

Resultado de imagem para infecção urinária

Infecção Urinária também acomete as crianças e é mais frequente no verão. O ginecologista Dr. José Bento explica porque a gente deve evitar ficar com as roupas molhadas e o urologista Marco Arap conta porque segurar o xixi aumenta a chance de infecção.

A infecção urinária é muito frequente na população, principalmente nas mulheres, após a puberdade. Como qualquer infecção, está ligada à má higiene e baixa imunidade, mas podem existir outras causas que desencadeiam, como a relação sexual desprotegida ou não urinar após a relação, o uso de roupas úmidas por muito tempo, a anatomia, o pós-operatório ou segurar muito o xixi.

Por que é mais comum entre as mulheres?

O primeiro motivo é o tamanho da uretra masculina e feminina, enquanto a das mulheres é de 3 cm, a dos homens possui 6 ou 7 cm, em média, ou seja, o acesso das bactérias é mais fácil e rápido nas mulheres. O segundo motivo é que as mulheres urinam com menos frequência e isso faz com que a uretra seja lavada menos vezes e as bactérias tem tempo de “escalar” a uretra. Quando o xixi passa, ele “lava” aquela região. Outro motivo é que a próstata dos homens produz uma substância que os protege contra infecções e por último, algumas mulheres têm o hábito de se limpar no sentido errado (do ânus para a vagina), o que leva as bactérias para a região. A forma correta é no sentido vagina-ânus.

Tipos de infecção e sintomas

A infecção urinária pode ocorrer na uretra, na bexiga ou no rim. Dependendo da região, os sintomas e a gravidade são diferentes. Quando ocorre na uretra e na bexiga, os sintomas são os mesmos: aumento na frequência e urgência para urinar, mesmo sem sair muito xixi, e ardência.

Se a infecção é no rim, o quadro é mais grave e os sintomas são: febre, dor nas costas, fraqueza, vômito, alterações no hábito intestinal e perda de apetite. Em casos extremos, a pessoa pode entrar em coma e até morrer. Em todos os casos, pode haver mudança na coloração da urina, além de sangue e resíduos.

Nem sempre uma pessoa com infecção urinária apresenta sintomas, mas quando surgem, os mais comuns são:

  • Ardência forte ao urinar
  • Forte necessidade de urinar, mesmo tendo acabado de voltar do banheiro
  • Urina escura
  • Urina acompanhada de sangue
  • Urina com cheiro muito forte
  • Dor pélvica
  • Dor no reto
  • Aumento da frequência de micções
  • Incontinência urinária.

Os sintomas variam de acordo com o tipo de infecção.

Fique de olho também na cor da urina! Dependendo da coloração, ela pode indicar não só a infecção urinária como também outros possíveis problemas no seu organismo. Para saber mais, confira este artigo: Cor da urina diferente: o que pode ser? Devo me preocupar?

Tratamento

O tratamento para infecção urinária é sempre com antibiótico. Quando há tempo, o correto é fazer um exame de urina para descobrir o tipo de bactéria e, então, usar o medicamento correto. Porém, na maioria das vezes, os pacientes estão sofrendo muito com os sintomas e não há tempo para isso. Quando a infecção é recorrente é importante fazer uma investigação para descobrir a causa.

Prevenção

Urinar sempre que tiver vontade, tomar bastante água, fazer xixi depois da relação sexual e se limpar no sentido correto, não trazer o papel higiênico do ânus para a vagina.

Gestante

É muito comum as gestantes terem infecção urinária e a diferença é que boa parte delas não tem sintomas, por isso é importante o exame de urina no pré-natal. Se não tratada, a infecção pode evoluir, ir para o rim e comprometer as funções do órgão levando ao nascimento prematuro do bebê ou até abortamento. Tomar bastante água e não segurar o xixi são as principais dicas de prevenção.

Convivendo/ Prognóstico

Alguns cuidados em casa podem ajudar na recuperação. Veja:

  • Beba muita água. Por mais que seja doloroso urinar, é importante que o paciente beba muita água para diluir ao máximo a urina. Quanto mais você for ao banheiro, mais chances de expelir a bactéria de seu corpo definitivamente
  • Evite bebidas que possam causar irritações à bexiga, como café, bebidas alcoólicas e outras que contenham cítricos ou cafeína
  • Aplique uma bolsa de água morna na região do abdômen para minimizar o desconforto.

Por: Dr. Renato Barra / Categoria: Saúde e Bem-estar

3 de março de 2017

Conteúdos Relacionados

DICAS DE SAÚDE

Receba Dicas de Saúde Atualizadas