Influenza H3N2: sintomas e tratamento! - IMEB

Influenza H3N2: sintomas e tratamento!

O vírus H3N2, que no início de 2022 virou notícia por conta do surto que ocorreu no Brasil, é um dos subtipos do vírus Influenza do tipo A, responsável pela maioria dos quadros de gripe.

A doença é facilmente transmitida pelo contato com pessoas infectadas e, até mesmo, ao se tocar em alguma superfície contaminada e levar a mão à boca, nariz ou olhos.

Assim como o já conhecido vírus da gripe H1N1, esta nova cepa H3N2 tem como sintomas principais febre alta, dor de cabeça, dor no corpo e inflamação na garganta.

Neste artigo, você vai entender melhor como o Influenza H3N2 atua no nosso organismo, assim como os sintomas que ele causa e qual a melhor forma de tratar a doença.

Acompanhe!

O que é gripe?

A gripe é uma infecção respiratória causada pelo vírus Influenza. A doença é transmitida por meio do contato com secreções (geralmente por meio de espirros ou tosse) de alguém que esteja contaminado pelo vírus.

Além disso, também é possível se contaminar ao tocar objetos ou superfícies contaminadas e levar a mão à boca, olhos ou nariz.

Como muitos outros tipos de vírus, o Influenza costuma circular com mais facilidade nas estações mais frias do ano, já que nessas épocas as pessoas tendem a permanecer em ambientes fechados, somado ao fato de que as quedas de temperatura favorecem uma baixa no sistema imunológico, principalmente nas pessoas mais suscetíveis.

Existem quatro tipos de vírus Influenza: A, B, C e D. O grupo A é o mais comum, sendo o responsável por algumas pandemias ao longo da história, como a Gripe Espanhola, e epidemias sazonais como a H1N1 e a H3N2, que estamos vivenciando no momento.

Todo ano, o vírus Influenza passa por transformações e mutações. Por isso, é normal que uma pessoa que teve a doença uma vez volte a apresentar os sintomas e os efeitos causados pela ação do vírus dentro do organismo.

👉 Saiba mais:

Você sabia que existe diferença entre gripe e resfriado? Veja aqui quais são e como se prevenir

Como o vírus da gripe atua no corpo?

O vírus da gripe costuma ficar incubado no corpo humano entre 3 e 5 dias, até manifestar os primeiros sintomas. Já na fase aguda, a doença tem duração de 7 a 10 dias. Com o sistema respiratório infeccionado, uma série de sintomas surgem. Os mais comuns são:

  • Febre (mais alta no caso do H3N2);
  • Dor de cabeça e musculares;
  • Dores articulares (no caso do H3N2);
  • Inflamação na garganta e tosse;
  • Coriza e congestão nasal;
  • Sensação de fadiga;
  • Perda de apetite;
  • Calafrios;
  • Vômitos e diarreia (no caso do H3N2).

Em seu estágio inicial, o vírus da gripe ataca o trato respiratório superior, que compreende narinas, boca, faringe, laringe e parte superior da traqueia. Com o funcionamento dessas regiões afetadas, o vírus se prolifera pelo organismo, causando a irritação que se manifesta com tosse, espirro e coriza, um reflexo do corpo para tentar desobstruir as vias áreas.

▶️ Onde realizar o exame de Ecografia em Brasília-DF?

Conheça tudo sobre o exame de ecografia transvaginal!

Como forma de tentar eliminar o vírus e conter a progressão da infecção, o sistema imunológico eleva a temperatura corporal, causando febre. Esse sintoma é mais comum nos primeiros 3 dias de sintomas.

O gasto de calorias, nessa tentativa de elevar a temperatura, é que acaba provocando os episódios de calafrios, tão comuns nos quadros gripais.

Outra forma como o corpo busca eliminar o vírus é por meio do aumento das secreções.

Finalmente, as tão conhecidas dores de cabeça e no corpo, assim como fraqueza e cansaço, surgem pois o tecido muscular e nervoso são afetados de forma intensa pelo processo inflamatório pelo qual o corpo passa.

👉 Veja também:

Você pode estar com baixa imunidade e nem mesmo sabe disso! Veja no artigo do blog 10 sinais de alerta para baixa imunidade.

Confira abaixo as principais diferenças nos quadros de gripe provocados pelo H1N1 e o H3N2:

Vírus H1N1Vírus H3N2
FebreFebre alta (acima de 38Cº)
Dor de cabeçaDor de cabeça
Dores articulares ícone Letra x Livre - Icon-Icons.com
ícone Letra x Livre - Icon-Icons.comDor de garganta
Olhos irritados ícone Letra x Livre - Icon-Icons.com
ícone Letra x Livre - Icon-Icons.com Espirros
Dor de ouvido em alguns casos ícone Letra x Livre - Icon-Icons.com
ícone Letra x Livre - Icon-Icons.com Vômito
ícone Letra x Livre - Icon-Icons.com Diarreia
CorizaCoriza

💡 Vale lembrar que todos esses sintomas podem ocorrer em ambos os quadros, sendo que a tabela se refere ao que ocorre com mais frequência.

A importância da vacina

Como dito acima, o vírus Influenza passa por transformações e mutações recorrentes, o que altera sua estrutura e gera diversos subtipos. Isso significa que o vírus que circula entre a população durante um ano não é necessariamente o mesmo do ano seguinte.

Dessa forma, a Organização Mundial de Saúde (OMS) analisa os principais tipos de vírus da gripe que estão em circulação anualmente para criar uma vacina mais efetiva.

Por esse motivo, a vacinação é a maneira mais eficaz de se proteger contra o vírus da gripe e suas consequências.

O SUS realiza a campanha nacional de vacinação todos os anos, e é fundamental se vacinar sempre que estiver disponível para você, já que o vírus em circulação costuma ser diferente.

5 dicas para tratar a gripe em casa

1. Ficar em repouso

O repouso é essencial para diminuir os sintomas da gripe, além de permitir que o organismo concentre toda a sua energia para combater o vírus.

2. Beber bastante líquido

Beber bastante líquido, principalmente água, é fundamental para manter o corpo hidratado e umidificar as vias aéreas. Por isso, nesse período, aumente o consumo de chás, sucos naturais e principalmente água.

3. Mantenha a umidade do ambiente

Como parte da estratégia de hidratação das vias áreas superiores, é importante manter o ambiente em que a pessoa infectada está sempre úmido, pois isso ajuda a eliminar a secreção nasal e diminui o desconforto da tosse e do ressecamento do nariz.

Para isso, você pode tanto recorrer aos conhecidos umidificadores ou, se não for possível, colocar um balde com água no ambiente.

4. Fazer gargarejo com água e sal

A velha receitinha das nossas avós têm, sim, sua utilidade!

Gargarejos com água e sal ajudam a diminuir a inflamação na garganta e o desconforto na região causados pela gripe. Além disso, também contribui para eliminar as secreções presentes no local.

5. Manter uma alimentação balanceada

A boa alimentação é fundamental para ajudar o organismo a combater o agente infeccioso. 

Não é preciso seguir nenhuma dieta específica nesse momento, mas garantir que o corpo tenha os nutrientes necessários para manter sua energia e dar suporte ao seu sistema imunológico.

Por mais que seja comum diminuir o apetite nesses quadros, tente manter sua rotina alimentar o mais próxima da normalidade.

Veja também:

Como está sua alimentação? Veja, neste artigo, as consequências, sintomas e doenças causadas pela má alimentação

Quando procurar um médico?

Nos casos leves de gripe, apenas o tratamento caseiro costuma ser suficiente para tratar a doença. No entanto, deve-se procurar um médico nos casos de febre persistente, acima do 38°, desconforto respiratório ou falta de ar.

Além disso, pessoas com fatores de risco ou com mais tendência a complicações (como idosos, crianças ou com outras doenças) também devem buscar ajuda rapidamente.

A gripe não tratada corretamente pode evoluir para casos de pneumonia viral, podendo causar até mesmo uma síndrome respiratória aguda grave. Por isso a importância de procurar ajuda médica em caso de persistência dos sintomas.

IMEB: sua saúde em primeiro lugar!

Como vimos no artigo, o vírus Influenza sofre muitas transformações e mutações, por isso é comum vermos surtos de H1N1 ou mais recentemente o H3N2. 

Por esse motivo, é fundamental realizar a vacinação contra a gripe todos os anos – de acordo com o calendário vacinal – para garantir a proteção de toda a família.

Na maioria dos casos, o tratamento caseiro costuma ser eficaz, e o próprio sistema imunológico consegue combater o vírus. No entanto, alguns casos mais graves necessitam de intervenção médica.

Aqui no IMEB, nossa principal preocupação é com a sua saúde. Por isso, prezamos por levar até você conteúdos de qualidade e sempre gratuitos.

Somos especializados em exames de diagnóstico por imagem e oferecemos aos nossos pacientes as mais modernas tecnologias, um time de profissionais altamente qualificados, num ambiente confortável e acolhedor.

Se você está em Brasília ou Entorno e tem exames de imagem solicitados, entre em contato conosco e faça seu pré-agendamento!

QUERO AGENDAR MEUS EXAMES NO IMEB

Por: Dr. Renato Barra / Categoria: Saúde e Bem-estar

18 de fevereiro de 2022

Conteúdos Relacionados

DICAS DE SAÚDE

Receba Dicas de Saúde Atualizadas