Cistos mamários: tudo o que você precisa saber! | IMEB

Cistos mamários: tudo o que você precisa saber!

“Cistos mamários causam câncer?” Essa é uma das principais dúvidas de quem chega aos consultórios médicos após o diagnóstico de uma lesão suspeita na região das mamas. No entanto, os cistos nas mamas oferecem menos riscos do que se imagina. 

Em alguns casos, os cistos desaparecem sozinhos, mas isso não significa ignorá-lo. É importante buscar atendimento médico para descartar uma condição de saúde mais séria.

Neste conteúdo, o IMEB – referência em exames de imagem – esclarece algumas das principais dúvidas sobre cistos mamários. Confira! 

O que são cistos mamários?

Mulher tocando a mama com camiseta

Os cistos mamários são lesões benignas, que se desenvolvem no tecido mamário e têm formatos como bolsas preenchidas com líquido, embora possam variar em tamanho. Esses cistos podem se formar em qualquer parte da mama (ou nas duas) e são mais comuns em mulheres durante a idade fértil, mas também podem ocorrer em homens.

Os cistos mamários geralmente contêm um líquido claro, conhecido como líquido cístico. Esse líquido é composto principalmente de água, mas pode conter ainda proteínas, células mortas da mama e outros elementos celulares.

Essa é uma de suas principais diferenças para outros tipos de lesões, como aquelas suspeitas para câncer de mama, que costumam ter consistência sólida.

Apesar de benignos, é fundamental que qualquer pessoa que detecte uma massa ou alteração nas mamas consulte um médico, pois apenas um profissional de saúde – após a realização de exames de imagem – poderá fazer o diagnóstico adequado.

>>> Baixe nosso conteúdo especial, com Tudo sobre o câncer de mama, clicando na imagem abaixo:

Ebook tudo sobre o câncer de mama.

Principais dúvidas sobre cistos mamários

Apesar de serem alterações que, na maioria dos casos, não costumam evoluir para condições graves, é normal que as mulheres se sintam apreensivas e preocupadas quando percebem alguma alteração nas mamas. Por isso, separamos abaixo as respostas às principais dúvidas relacionadas aos cistos mamários:

1. É normal ter cisto mamário?

Sim, é relativamente comum ter cistos mamários. Os cistos nessa região são uma das condições benignas mais frequentes a afetarem as mamas, especialmente em mulheres entre 30 e 50 anos. 

Eles também podem ocorrer em mulheres mais jovens e em mulheres na pós-menopausa, mas com menos frequência. Além disso, mulheres que fazem terapia hormonal podem ter cistos na mama mesmo com a chegada da menopausa.

2. Cistos mamários dão sintomas?

Quem tem cistos mamários podem passar anos com eles e descobrir apenas em um exame de check up feminino. Contudo, outras pessoas podem ter alguns sintomas, como sensibilidade na região, inchaço com alteração de volume, sobretudo em cistos maiores. É possível também senti-lo com a palpação da mama. 

3. Quais as causas dos cistos mamários?

A causa para os cistos mamários ainda não foi totalmente esclarecida. Porém, a ciência acredita que o desenvolvimento do cisto acontece devido às oscilações hormonais do período menstrual, devido ao excesso na produção de estrogênio. 

O estrogênio é um hormônio feminino, produzido pelos ovários, que é responsável pelo crescimento das mamas. Por isso, não há como prevenir o surgimento de cisto na mama.

4. Cisto na mama pode virar câncer?

Os cistos mamários são benignos, e isso significa que eles não podem virar um câncer. Além disso, não é indicativo de maiores chances do desenvolvimento de câncer, mas exige investigação para descartar qualquer possibilidade de risco para a mulher.  

5. Cisto e nódulo: qual a diferença?

Os cistos e nódulos mamários são considerados lesões, ambos podem ser sentidos à palpação e podem ter formato arredondado. No entanto, a diferença entre eles é que o cisto tem líquido no seu interior, enquanto o nódulo é duro, por ser composto por uma massa ou protuberância.

Além disso, os cistos são mais raros em homens, enquanto os nódulos são mais comuns. Todo homem com suspeita de nódulo nas mamas precisa de uma investigação aprofundada para descartar câncer na região. Veja mais informações sobre as diferenças entre cisto e nódulo no vídeo abaixo – ele é curto, com 2 minutos de duração. 

6. Cisto na mama desaparece sozinho?

Os cistos mamários podem desaparecer subitamente, sem a necessidade de qualquer tipo de intervenção terapêutica à medida que a área cística é substituída por gordura. Contudo, qualquer lesão na mama precisa de uma investigação para descartar causas mais graves. 

7. Fazer o autoexame das mamas me mantém segura?

Apesar de ser uma importante medida de autocuidado, o autoexame das mamas não substitui as consultas e os exames de rotina. 

Isso porque, quando uma alteração passa a ser percebida na mama, significa que já está com um tamanho aumentado, o que pode colocar a mulher em risco.

O ideal é que qualquer alteração seja identificada o mais cedo possível, por meio de exames de imagem, o que aumenta muito a chance de resolução rápida e segura do problema, inclusive do câncer de mama.

8. Como é feita a investigação de um cisto?

Assim que um cisto é percebido, pode ser necessária a realização de exames de imagem, como a mamografia ou a ultrassonografia das mamas. Além disso, o médico pode solicitar biópsia do cisto por meio da aspiração por agulha fina (PAAF).

Em casos simples, a própria aspiração consegue eliminar o cisto mamário, dispensando qualquer outro tipo de intervenção terapêutica. Contudo, a depender do tipo de composição da amostra ou caso o cisto permaneça, o material pode ser enviado para análise. 

Vale ressaltar que o plano diagnóstico e de tratamento de cada paciente deve ser traçado por profissional especializado(a) – em geral mastologista – e definido conforme as características daquela mulher.

——————————–

Na hora de realizar seus exames de imagem para investigar alterações nas mamas, considere o IMEB como sua opção. Somos referência em exames de imagem no Centro-Oeste e dispomos das mais modernas tecnologias, além de um time de profissionais experientes e atenciosos.

Se você está no Distrito Federal ou Entorno e tem exames solicitados, clique no link abaixo para agendar sua avaliação e vir cuidar da sua saúde conosco!

Quero agendar meu exame no IMEB

Por: Dr. Renato Barra / Categoria: Câncer de mama mamografia

31 de outubro de 2023

Conteúdos Relacionados

Conteúdos Recomendados

DICAS DE SAÚDE

Receba Dicas de Saúde Atualizadas