Problemas na tireoide: sintomas e como diagnosticar! - IMEB

Problemas na tireoide: sintomas e como diagnosticar!

A tireoide é uma glândula localizada próxima à garganta, responsável por produzir  hormônios fundamentais para regular nosso metabolismo e garantir o equilíbrio de todo o nosso organismo.

Alterações na tireoide podem causar sintomas que impactam diretamente no bem-estar e na qualidade de vida, em áreas que envolvem peso, memória, sono, disposição, questões emocionais, entre outras.

Neste artigo, você vai descobrir quais são os principais problemas que podem ocorrer na tireoide, seus sintomas e formas de diagnóstico.

Acompanhe!

O que é a tireoide?

A tireoide é uma glândula em forma de borboleta, que fica localizada na parte frontal do pescoço, logo abaixo da região conhecida como pomo-de-adão, e sua função é produzir hormônios que regulam o metabolismo e proporcionam o bom funcionamento do organismo.

Problemas na tireoide: sintomas e como diagnosticar

Os hormônios que a tireoide produz são o T3 (triiodotironina) e o T4 (tiroxina), que atuam diretamente na função de órgãos importantes, como coração, cérebro, fígado e rins.

Também são essenciais para o crescimento e desenvolvimento das crianças e adolescentes, na regulação dos ciclos menstruais, no peso, na memória, na concentração, no humor e no controle emocional.

É fundamental que a tireoide esteja funcionando perfeitamente, para garantir o equilíbrio e a harmonia de todos esses processos.

Os distúrbios mais comuns da tireoide são:

  • Hipertireoidismo: excesso na produção dos hormônios T3 e/ou T4, fazendo com que diversos processos do organismo funcionem de forma acelerada. 
  • Hipotireoidismo: exatamente o contrário do efeito anterior, no hipotieoidismo a produção dos hormônios torna-se reduzida; dessa forma, o organismo trabalha mais lentamente.
  • Tireoidite: inflamação da tireóide, que pode ser causada por infecções, intoxicações por determinados medicamentos e questões autoimunes.
  • Bócio: é o aumento exagerado no tamanho da tireóide, causado por deficiência de iodo na alimentação ou por inflamação da glândula.
  • Nódulos na tireoide: nódulos na tireoide são bastante comuns, geralmente não causam sintomas e são, em sua maioria, benignos. No entanto, precisam ser investigados. 
  • Câncer da tireoide: tumores malignos que crescem na região da tireoide.

Leia também:

Tireoide na Mulher: saiba como identificar possíveis distúrbios

Principais sinais de problemas na tireoide

Como dito acima, os sintomas relacionados a problemas na tireoide vão variar de acordo com o tipo de alteração que esteja ocorrendo na glândula. Confira abaixo os principais:

1. Cansaço excessivo

A fadiga é um sintoma comum do hipotieoidismo, já que o metabolismo desacelera e as funções do organismo diminuem. Por isso, é comum sentir sonolência durante o dia, cansaço excessivo e falta de ânimo e energia.

É como se a pessoa sentisse a necessidade de mais horas de sono por noite para estar descansado e disposto na rotina.

2. Dificuldade de concentração e memória

Alterações na tireoide também afetam o funcionamento do cérebro, causando dificuldade de concentração e memorização, além de esquecimentos constantes.

Quando o paciente sofre de hipertireoidismo, pode ficar muito acelerado e apresentar falta de concentração. Já o esquecimento é sinal de hipotireoidismo.

3. Queda de cabelo e pele ressecada

A queda de cabelo é algo normal, já que nossos fios estão em constante renovação, porém, quando isso se torna algo frequente e intenso, pode ser sinal de algo não vai bem em nosso organismo. Uma das possibilidades a serem investigadas é o funcionamento da tireoide. 

Além disso, quando a pele passa a ficar mais ressecada que o normal e apresenta coceira, também é uma boa considerar problemas na tireoide.

4. Aumento ou perda de peso

Quando o aumento ou perda de peso ocorre sem razão aparente ou por alguma ação proposital, pode ser sinal de mau funcionamento da tireoide.

O hipotireoidismo pode levar a aumento de peso, já que o organismo entra em processo de desaceleração. Já a aceleração do metabolismo, causado pelo hipertireoidismo, pode ocasionar a perda de peso. 

Saiba mais:

Mitos e verdades sobre a tireoide

5. Alterações emocionais e de humor

Aspectos emocionais e mentais também estão diretamente ligados ao funcionamento da tireoide. Por isso, sintomas como irritabilidade, ansiedade e agitação podem ser provocados pelo hipertireoidismo, enquanto a tristeza constante e até mesmo quadros de depressão podem ter relação com o hipotireoidismo.

6. Dores musculares, pontadas e formigamento no corpo

A diminuição da produção de hormônios pela tireoide pode prejudicar o funcionamento dos nervos espalhados pelo corpo.

Com isso, alguns sintomas incômodos podem surgir, como dores musculares, cãibras e formigamento sem explicação, além da sensação de pontadas pelo corpo.

7. Mau funcionamento do intestino

As alterações na produção de hormônios da tireoide também podem causar mau funcionamento do intestino, que não melhoram mesmo após tentativas de solucionar o problema, como adaptação da alimentação ou prática de exercícios físicos.

Dificuldades de digestão ou prisão de ventre são os principais sintomas.

8. Palpitações e pressão alta

Quando a tireoide não funciona como deveria, podem ocorrer alterações nas funções cardiovasculares do organismo.

Palpitações, pressão alta e aumento dos níveis de mau colesterol podem ter relação com o funcionamento dessa glândula.

9. Falta de libido

O funcionamento inadequado da tireoide impacta diretamente nos níveis de hormônios importantes para a manutenção da libido.

Por isso, ambos os sexos podem apresentar falta de desejo sexual, podendo causar também disfunção erétil nos homens e ressecamento vaginal nas mulheres.

Saiba mais:

Tireoide inflamada: 13 sintomas de problemas

Exames que detectam problemas na tireoide

Para identificar o mau funcionamento da tireóide, alguns exames podem ser solicitados,  entre eles a dosagem de hormônios da tireoide, através de exame de sangue, como o T3, T4 e o TSH, que verificam se o paciente possui alterações indicativas de hipotireoidismo ou hipertireoidismo.

Além disso, também são indicados exames de imagem para visualização do tamanho e textura da tireoide, bem como a presença de nódulos.

Entre eles, os principais são:

1. Exames de sangue

A forma de avaliar se os níveis dos hormônios tireoidianos estão normais, aumentados ou reduzidos no organismo é pela avaliação laboratorial de amostra de sangue.

Para isso são avaliados tanto o T3 e o T4 quanto outros hormônios relacionados a estes, como o TSH, produzido pelo cérebro.

2. Ultrassonografia da tireoide

A ultrassonografia da tireoide é indicada para avaliar o tamanho da glândula tireoide, a presença de nódulos ou cistos no local, além de ser útil também para orientar a realização de biópsia ou pulsão da tireoide.

3. Cintilografia da tireoide

A cintilografia da tireóide utiliza imagens de alta definição para avaliar o funcionamento da glândula, detectando em mais detalhes o aspecto visual da glândula.

4. Pulsão da tireoide

A pulsão da tireoide tem o objetivo de identificar se um nódulo existente no local é benigno ou maligno, a fim de confirmar ou descartar a possibilidade de um câncer.

Para isso, é feito um procedimento de coleta e amostras da tireoide, por meio de uma agulha – após anestesia local – e essa amostra é posteriormente avaliada em laboratório de análise patológica.

Leia também:

Nódulos de Tireoide: de problemas para engolir ao câncer

Problemas na tireoide: não se descuide do acompanhamento!

Nódulos ou cistos na tireóide são comuns de ocorrerem, mas surgem com mais frequência em mulheres. Na maioria das vezes, esses nódulos encontrados são benignos. No entanto, é fundamental se consultar com um endocrinologista, que indicará a realização dos exames de sangue e imagem para melhor avaliar o caso.

Os exames da tireoide são indicados para qualquer pessoa acima dos 35 anos, mesmo sem sintomas. No entanto, quando há sintomas ou histórico familiar de alterações nessa glândula, os exames devem ser realizados antes disso.

O IMEB é referência em exames de imagem no Centro-Oeste. Realizamos os exames de ultrassonografia da tireóide, cintilografia da tireoide e pulsão da tireoide com todo o conforto e segurança para cuidar daquilo que é mais importante: a sua saúde!

Se você está em Brasília ou Entorno e tem exames de imagem solicitados, clique no link abaixo e faça seu agendamento!

QUERO AGENDAR MEUS EXAMES NO IMEB

Por: Dr. Renato Barra / Categoria: Endocrinologia

12 de abril de 2022

Conteúdos Relacionados

DICAS DE SAÚDE

Receba Dicas de Saúde Atualizadas