Qual a diferença entre cintilografia e PET-CT? - IMEB

Qual a diferença entre cintilografia e PET-CT?

Cintilografia e PET-CT são exames de imagem que pertencem à área da medicina nuclear, uma especialidade médica que tem se tornado cada vez mais importante no diagnóstico e durante o tratamento de diversas condições.

O grande diferencial dos exames de medicina nuclear são sua capacidade diferenciada de detectar alterações em níveis que outros exames não conseguem perceber, mesmo exames de grande precisão, como ressonância e tomografia.

Por meio das imagens geradas por esses exames, é possível analisar a fisiologia e o metabolismo de órgãos e tecidos, assim como identificar diversas doenças ainda na fase inicial, o que é fundamental para um diagnóstico e um tratamento mais assertivos.

Neste artigo, vamos descobrir quais as diferenças entre cintilografia e PET/CT, bem como suas indicações e possíveis riscos.

Principais diferenças entre cintilografia e PET-CT

A medicina nuclear é uma das áreas médicas que mais evoluíram nos últimos anos. E isso pode ser observado pela alta capacidade de diagnóstico dos dois principais exames que compõem essa especialidade: a cintilografia e o PET-CT.

Em comum entre esses dois exames, está o uso do radiofármaco, substância que possui a capacidade de se fixar nos órgãos e tecidos que serão investigados, além da capacidade de gerar imagens altamente precisas, possibilitando assim a identificação de doenças em fase inicial, quando as alterações no organismo ainda não são visíveis por outros métodos.

Já entre as características e principais diferenças entre os exames, podemos citar:

1. PET-CT

No exame de PET-CT, o que ocorre é a união dos recursos de diagnósticos da medicina nuclear da tomografia por emissão de prótons (PET) com a capacidade de investigação da tomografia computadorizada (CT). 

Como resultado, esse exame tem se tornado um aliado fundamental para diversas especialidades, mas especialmente para a área da oncologia, na investigação principalmente do comportamento de tumores, especialmente pela capacidade de fixação dos radiofármacos nas células tumorais, facilitando a identificação de cânceres em atividade, bem como a presença de metástases.

Diferente de outros exames de imagens, como a tomografia computadorizada e a ressonância magnética, que só conseguem identificar lesões tumorais quando estas afetam anatomicamente o organismo, com a PET-CT é possível diagnosticar essas doenças ainda que só pela atividade metabólica das células.

Como funciona o exame PET-CT?

Como todo exame de medicina nuclear, o PET/CT é realizado por meio da administração do radiofármaco, que vai auxiliar o aparelho na captação das imagens, ao se fixar nas regiões que se deseja investigar.

Após a administração da substância, aguarda-se determinado tempo (específico para cada exame e região avaliada), após o que o aparelho realiza a captação das imagens.

O radiofármaco utilizado para a captação de imagens no exame é processado pelo organismo de forma semelhante à glicose. E, apesar de permanecer por pouco tempo no corpo e ser eliminado em questão de horas, pessoas com diabetes precisam receber orientação especial do médico responsável pela realização do exame antes de fazer o procedimento.

Esse material vai se concentrar em maior quantidade nos locais do corpo onde o metabolismo é mais intenso e há maior consumo de glicose, fazendo com que esses locais apareçam em maior destaque nas imagens, sendo um possível sinal de alerta para a presença de tumores.

Quanto mais intenso for o brilho das imagens, maior é a atividade metabólica, indicando assim o nível de possível atividade da doença.

Conheça, neste artigo do nosso Blog, todas as vantagens dos exames de medicina nuclear para trazer diagnósticos mais precisos e seguros:

As vantagens da medicina nuclear para um diagnóstico seguro

2. Cintilografia

A cintilografia é um exame capaz de investigar diversas áreas do corpo, sendo importante na avaliação de doenças nos ossos, coração, pulmão, tireoide, entre outras. Esse exame permite, inclusive, fazer o mapeamento do corpo inteiro, através de uma única aplicação de radiofármaco.

Para cada tipo diferente de cintilografia, é usado um elemento específico de radiofármaco. Isso acontece porque essas substâncias conseguem se fixar nos órgãos e tecidos específicos que estão sendo analisados, observando assim suas fisiologias e metabolismos.

A precisão das imagens geradas pela cintilografia auxiliam o médico na tomada de decisão pelo tratamento adequado a cada caso.

Como funcionam os exames de cintilografia?

Após a aplicação – geralmente por via oral ou intravenosa – do radiofármaco correspondente aos órgãos e tecidos que estão sendo investigados, espera-se alguns minutos até a substância se concentrar no local exato. Esse tempo de espera varia de acordo com o tipo de avaliação realizada.

Um aparelho chamado gama-câmara é o responsável por obter as imagens, que são mais claras nos pontos onde a radiação está mais concentrada.

Cada tipo de cintilografia exige um procedimento diferente. Alguns são feitos em uma única vez, enquanto outros, como a cintilografia do miocárdio, necessitam ser feitos em duas etapas.

Em nosso Blog, temos um artigo específico, mostrando em detalhes como é feita a cintilografia do coração. Confira:

Como é feita a cintilografia miocárdica?

Quando é indicado cada exame?

Indicações do PET-CT

A tomografia por emissão de pósitrons associada à tomografia computadorizada (PET-CT), é o exame utilizado, principalmente, para o diagnóstico preciso e precoce de diversos tipos de câncer e tumores, como:

  • Câncer de pulmão
  • Câncer de mama
  • Melanoma
  • Nódulo pulmonar
  • Câncer colorretal
  • Linfoma
  • Câncer de cabeça e pescoço
  • Câncer de esôfago

Além do diagnóstico ou suspeita de câncer, o PET-CT também pode ser indicado para diagnóstico de doenças neurológicas, como crises epilépticas e quadros de demência, e alterações cardiológicas.

Indicações da cintilografia

A cintilografia pode ser indicada para a investigação de doenças em diversas partes do corpo. Alguns exemplos são:

  • Cintilografia do miocárdio – diagnóstico ou acompanhamento de pacientes com doença arterial coronariana, insuficiência cardíaca, infarto agudo do miocárdio, entre outras.
  • Cintilografia óssea – Infecções ou inflamações dos ossos e articulações, fraturas de estresses, doenças osteometabólicas, entre outras.
  • Cintilografia pulmonar avaliação de mudanças e anomalias na passagem de ar dos pulmões e circulação sanguínea no órgão.
  • Cintilografia de perfusão cerebral – diagnóstico e controle do tratamento de demências, quadros epilépticos, acidentes vasculares cerebrais (AVC), traumas, transtornos psiquiátricos, entre outros.

Neste artigo do nosso Blog, você vai conhecer mais detalhes sobre a área da medicina nuclear, com todas as suas indicações e possíveis riscos:

O que é a medicina nuclear?

Quais os riscos de realizar a cintilografia e PET-CT?

É comum que haja muitas dúvidas envolvendo possíveis riscos de se fazer exames de cintilografia e PET-CT, principalmente pela utilização do radiofármaco, já que essa medicação possui certa quantidade de radiação.

Mas, como já dissemos anteriormente, as quantidades de radiação aplicadas são mínimas e administradas de forma bastante controlada pelo profissional responsável, que é sempre um médico com especialização em medicina nuclear. O que garante a segurança do paciente.

Além disso, o material administrado é eliminado em poucas horas.

No entanto, apesar dos riscos bastante reduzidos, a cintilografia e o PET-CT não são indicados para mulheres grávidas ou com suspeita de gravidez. Da mesma forma, mulheres em fase de amamentação também devem evitar esses exames.

Faça seus exames de PET-CT e cintilografia no IMEB!

Como vimos no artigo, os exames de PET-CT e cintilografia são muito importantes para a análise precisa de diversas doenças, ainda em estágio inicial. E, por se tratar de uma forma de diagnóstico seguro, indolor e pouco invasivo, esses exames podem evitar a necessidade de procedimentos mais dolorosos, como cirurgias e biópsias.

É preciso lembrar que, mesmo conhecendo as diferenças entre a cintilografia e a PET-CT, é importante ter uma análise médica adequada para indicar qual o melhor exame a ser realizado no seu caso.

O IMEB possui equipamentos modernos, atendimento humanizado e médicos especialistas para que você faça seus exames de cintilografia e PET-CT com toda a segurança e tranquilidade. Somos referência em medicina nuclear no Centro-Oeste.

Caso esteja em Brasília ou Entorno e tenha exames de imagem solicitados, venha cuidar da sua saúde conosco!

Quero agendar meu exame no IMEB!

Por: Dr. Renato Barra / Categoria: Exames

11 de junho de 2021

Conteúdos Relacionados

DICAS DE SAÚDE

Receba Dicas de Saúde Atualizadas