Ressonância e ecografia: diferenças e quando cada exame é indicado! -

Ressonância e ecografia: diferenças e quando cada exame é indicado!

Os exames de imagem representaram um salto tecnológico para a humanidade, ao permitir visualizar o que ocorre dentro do corpo sem a necessidade de procedimentos invasivos e arriscados, como ocorria tempos atrás. E entre os principais exames de imagem estão a ressonância e a ecografia!

Com equipamentos, tecnologias e procedimentos diferentes, esses dois tipos de exames são fundamentais para o diagnóstico de inúmeras situações de saúde.

Enquanto a ressonância obtém imagens por meio de ondas eletromagnéticas, a ecografia funciona com o uso de sinais ultrassônicos, que geram os ecos sonoros responsáveis pela formação de imagens.

Neste artigo, você vai conhecer as diferenças e indicações de cada um desses exames tão importantes!

Ressonância magnética e ecografia: as principais diferenças

Ressonância magnética

A captação das imagens por meio do exame de ressonância magnética é uma das mais demoradas dentre todos os exames de imagem, justamente por ser um dos exames mais precisos e detalhados. A depender da região examinada e do método utilizado, todo o procedimento pode passar de 1 hora. 

O aparelho funciona por meio de um ímã gigante, chamado de magneto, que produz as ondas responsáveis por criar um campo magnético que reage com as células do nosso corpo. A reação a essas ondas será posteriormente interpretada pelo software de computador que gerará as imagens.

Vale lembrar que, por conta dessa ação eletromagnética, os pacientes não podem portar qualquer tipo de objeto metálico durante o exame, como piercings, brincos, pulseiras, colares ou coisas do tipo, pelo risco de que esses metais sejam atraídos pelo ímã do aparelho, oferecendo riscos ao paciente e, obviamente, prejudicando a coleta das imagens.

Para a realização da ressonância, o paciente é posicionado dentro aparelho, sendo indispensável permanecer completamente imóvel, já que mesmo mínimos movimentos já podem inviabilizar o exame ou, no mínimo, prejudicar a qualidade das imagens. 

Ressonância-magnética

Por ser tão preciso e avançado, o exame de ressonância magnética costuma ter um custo mais elevado que a ecografia.

Além disso, o laudo de uma ressonância magnética costuma levar mais tempo para ser liberado, podendo levar de 1 a 3 dias úteis, em média.

Quer saber mais detalhes sobre esse exame fundamental para investigar diversos problemas? Então você não pode deixar de conferir este artigo do nosso Blog:

Ressonância magnética: o que é e como é feita! 

Ecografia (ultrassonografia ou ultrassom)

A ecografia é outro exame de imagem, mas que utiliza sons ultrassônicos (inaudíveis para nós) para gerar as imagens que vão orientar o diagnóstico médico.

Para realização do exame, é usado o aparelho chamado de ecógrafo e, por meio de uma espécie de sonda, chamada de transdutor, é feita a captação das imagens, pelo contato direto com a pele do paciente.

Ao deslizar o transdutor pela região que se deseja investigar, os sinais ultrassônicos colidem com os órgãos e tecidos, gerando imagens por do eco dessas ondas, que são traduzidas por um software de computador, permitindo que as imagens sejam observadas em tempo real.

Com as imagens geradas, é possível diagnosticar se há algum sangramento, lesão, nódulo, tumores, acúmulo de líquidos ou gás, inclusive a movimentação de certos órgãos; coisa que a ressonância não faz.

Ecografia (ultrassonografia ou ultrassom)

Além disso, a ecografia é um exame essencial para a confirmação de gravidez e para o acompanhamento do bebê ao longo de toda a gestação.

Existem vários tipos de ecografias, que podem ser solicitadas pelo médico de acordo com o que se deseja investigar, como: ecografia abdominal, das mamas, da próstata, da tireoide, entre outras.

Por ser um método mais simples de análise, a ecografia costuma ser um exame bem mais rápido – em torno de 20 minutos – além de ter um valor mais acessível que a ressonância.

No nosso Blog temos um artigo completo, falando sobre a ecografia (ultrassonografia). Clique para saber tudo sobre esse exame tão importante:

Ultrassonografia: esclareça todas as suas dúvidas!

Ressonância e ecografia: quando cada uma é indicada? 

Apesar de ser um exame mais avançado, não significa que a ressonância será sempre mais indicada que a ecografia. Cada um dos exames possui suas indicações específicas e, será a necessidade de investigação do seu médico que guiará essa escolha.

Entenda a seguir quais as principais indicações para cada exame:

Quando a ressonância magnética é indicada?

O exame de ressonância costuma ser indicado para investigações mais detalhadas e também em regiões nas quais a ecografia não tem indicação, como para investigar alterações no cérebro. 

Confira outras indicações comuns deste exame:

  • Investigação de acidentes vasculares cerebrais (AVCs).
  • Avaliação de tumores de vários tipos e em diversas localizações.
  • Problemas na coluna, como hérnias de disco e cistos.
  • Visualização de lesões de ligamentos.
  • Diagnóstico de processos inflamatórios.
  • Investigação de alterações cerebrais, como nos casos de problemas degenerativos do sistema nervoso central.

Um diferencial da ressonância em relação à ecografia é a capacidade de avaliar partes ósseas, como a coluna; coisa que a ecografia não é capaz de fazer.

Vale lembrar que, a depender do tipo de investigação que deseja fazer, pode ser necessário o uso de contraste, que é um líquido injetado de forma intravenosa, para melhor visualização na imagem.

Quer ver um comparativo entre a ressonância e outro exame importante?

Tomografia e ressonância: as diferenças e indicações de cada exame

Quando a ecografia é indicada?

Como citado anteriormente, existem vários tipos de ecografias. Por esse motivo, as indicações desse exame vão variar de acordo com a região do corpo que seu médico deseje investigar.

As indicações mais frequentes costumam ser:

  • Acompanhamento gestacional, para visualização das condições do útero e do bebê, buscando identificar possíveis alterações.
  • Identificar nódulos ou lesões na região mamária.
  • Investigar problemas na tireoide.
  • Estudar suspeita de pedras nos rins ou alguma obstrução nas vias urinárias. 

Ressonância magnética e ecografia: comparativo!

Ressonância magnética Ecografia
Imagens geradas por ondas magnéticas Imagens geradas por ondas sonoras
Exame mais demorado, podendo passar de 1 hora Exame rápido, em torno de 20 minutos
Só é capaz de avaliar áreas estáticas Pode avaliar órgãos em movimento
Não emite radiação Não emite radiação
Investigação mais detalhadas e precisa Visualização mais restrita de certas regiões
Laudo pode levar de 1 a 3 dias úteis Laudo disponíveis em poucos minutos

 

Ressonância de extremidades e ecografia de pele: duas novidades do IMEB!

O IMEB está sempre em busca de oferecer aos seus pacientes o que há de mais moderno em termos de medicina diagnóstica. Prova disso são duas tecnologias exclusivas do IMEB em Brasília: a ressonância magnética de extremidades e a ecografia de pele:

Ressonância de extremidades

Uma dificuldade para muitas pessoas é permanecer no interior do aparelho de ressonância, tanto por claustrofobia quanto por limitações ortopédicas ou mesmo quadros de obesidade.

Para facilitar o acesso desses pacientes, o IMEB dispõe do aparelho – ainda exclusivo em Brasília – de ressonância magnética de extremidades.

Com esse equipamento, somente a área avaliada é posicionada no aparelho, o que torna muito mais confortável e tranquila a realização do exame para esses pacientes.

Ressonância-de-extremidades

Quer saber mais sobre essa opção do IMEB? No nosso Blog você encontra um conteúdo inteirinho, com todas as informações:

Ressonância de extremidades: um aparelho inovador

Ecografia de pele

Outra novidade exclusiva do IMEB em Brasília é a ecografia de pele, também conhecida como ultrassonografia dermatológica de pele e subcutâneo.

Por meio desse exame, é possível avaliar – de maneira muito mais precisa – todas as camadas da pele, além dos vasos sanguíneos, em busca de possíveis alterações, como tumores e lesões, sendo um importante aliado no diagnóstico do câncer de pele.

Além disso, a ecografia de pele facilita o estudo dos gânglios linfáticos, evidenciando possíveis alterações, como aumentos anormais de tamanho, por exemplo.

Ecografia-de-pele

Ressonância magnética e ecografia: faça ambos no IMEB!

Como vimos no artigo, a ressonância e a ecografia são excelentes opções para investigar inúmeros problemas, mas cada um tem suas próprias indicações. E aqui vale lembrar, mais uma vez, que não existe um exame “melhor” ou “pior” neste caso. Será a necessidade investigativa do seu médico que guiará essa escolha.

No entanto, uma certeza é que, quanto melhor for a estrutura, as tecnologias e a qualificação dos profissionais, melhores e mais confiáveis serão seus exames.

O IMEB é referência em medicina nuclear no Centro-Oeste, tendo alcançado a acreditação máxima em excelência pela ONA (Organização Nacional de Acreditação), entidade que certifica a qualidade de serviços de saúde no Brasil, com foco na segurança do paciente.

Caso você esteja em Brasília ou Entorno e seu médico tenha solicitado exames de imagem, venha se cuidar conosco! 

Quero agendar meus exames no IMEB!

Por: Dr. Renato Barra / Categoria: Exames

7 de maio de 2021

Conteúdos Relacionados

DICAS DE SAÚDE

Receba Dicas de Saúde Atualizadas