As perguntas mais frequentes sobre uso de contraste em exames de imagem -

As perguntas mais frequentes sobre uso de contraste em exames de imagem

Com os avanços da medicina, o uso de contraste em exames de imagem é algo hoje bastante seguro, sendo usadas quantidades mínimas desses medicamentos, quando necessário.

Ainda assim, algumas pessoas ainda têm receios e dúvidas, principalmente aquelas que nunca realizaram esse tipo de procedimento. E os questionamentos vão desde os sintomas e reações que o contraste pode causar, até o local mais adequado para realizar os exames.

Vale lembrar que o uso do contraste é fundamental para gerar imagens mais nítidas e de alta resolução, fazendo com que seu exame tenha um resultado mais preciso e seguro, ajudando no esclarecimento diagnóstico.

Neste artigo listamos as perguntas mais frequentes sobre uso de contraste em exames de imagem.

Boa leitura!

Dúvidas sobre o uso de contraste em exames de imagem

Aqui estão as principais dúvidas que os pacientes costumam ter sobre o uso de contraste em exames de imagem. É bem possível que a resposta para a sua dúvida também esteja aqui. Então leia até o final:

1. Por que os contrastes são utilizados em exames de imagem?

A função dos contrastes em exames de imagem é realçar áreas específicas do corpo, promovendo a diferenciação entre órgãos e tecidos normais daqueles que possuem alterações causadas por doenças, lesões ou processos inflamatórios.

Essa substância é administrada principalmente por via intravenosa, mas em alguns casos específicos pode ser feita também por via oral, retal ou vaginal.

Uma vez aplicado no paciente, o contraste ajuda na obtenção de imagens mais precisas, permitindo assim a visualização mais detalhada das estruturas internas e dos vasos sanguíneos.

Fonte: AffordableMRI

 

2. Contrastes podem causar algum sintoma?

Apesar de, em raros casos, o uso de contraste poder causar reações alérgicas, vale lembrar que isso é bastante incomum de acontecer, desde que a substância seja utilizada nas dosagens mínimas necessárias, por profissionais capacitados e experientes.

Entre os possíveis sintomas, estão:

  • Calor.
  • Vermelhidão, caroços ou coceira na pele.
  • Náuseas e/ou vômitos.
  • Dor de cabeça e tontura.
  • Aumento da pressão arterial e arritmias.

Para minimizar os riscos de reações, é fundamental informar possíveis alergias conhecidas à equipe que realizará o exame, para que sejam tomados os devidos cuidados.

Além disso, procure optar por clínicas conceituadas, que transmitam segurança quanto aos procedimentos, equipamentos e qualificação dos seus profissionais.

Conheça os motivos que fazem do IMEB uma referência nacional em exames de imagem, com certificação de excelência:

O que faz do IMEB referência em diagnóstico por imagem?

3. Quais exames utilizam contraste?

Como vimos, o contraste é usado nos exames de imagem e, entre eles, os principais são:

  • Tomografia computadorizada: este exame pode ser feito com o uso do contraste iodado, sendo indicado para diagnosticar diversas doenças, desde câncer, infecções ou alterações nos vasos sanguíneos.
  • Ressonância magnética: no caso da ressonância, o contraste utilizado é o gadolínio. É utilizado para ajudar no diagnóstico de inúmeras doenças em todo o corpo, como alterações cardíacas, cerebrais e nos órgãos abdominais.

Além da tomografia e da ressonância, o contraste também pode ser utilizado em outros exames, como na angiografia, colangiografia, urografia, mamografia com contraste, entre outros.

Por quanto tempo você deve guardar aquele exame antigo de imagem? Neste artigo falamos sobre esse prazo de validade:

Qual a validade de um exame de imagem?

4. Contrastes são tóxicos ou têm radiação?

Isso depende do tipo de exame e do tipo de contraste que será administrado no paciente. Por exemplo, na tomografia computadorizada é usado o contraste iodado, que possui baixas doses de radiação.

Já a ressonância magnética utiliza contraste à base de gadolínio, que não contém radiação. Por outro lado, pode ser contraindicado para pacientes com insuficiência renal.

Vale lembrar que o nível de radiação presente no contraste costuma ser bem menor que em exames como radiografias de tórax, por exemplo.

5. Com que frequência a pessoa pode usar contraste?

Não existem estudos que indiquem uma frequência mínima para o uso de contraste.

O mais recomendado é que o médico faça uma análise do quadro clínico do paciente, observando os sintomas e o histórico recente de exames, para indicar a melhor solução de diagnóstico.

6. Quanto tempo leva para ser eliminado do corpo?

Cada pessoa possui um ritmo de metabolismo e essa eliminação vai depender bastante disso.

Em geral, o contraste costuma ser eliminado naturalmente pelo corpo por meio da urina, em horas ou dias. Para favorecer e acelerar esse processo, é recomendado que o paciente aumente o consumo de líquidos e alimentos com ação diurética, como algumas frutas e alguns chás.

Mas vale lembrar que não costuma ser necessário o uso de nenhum medicamento específico para auxiliar nessa eliminação.

7. Quais as principais contraindicações ao uso de contraste?

As principais contraindicações ao uso de contraste variam de acordo com o tipo de substância utilizada.

O contraste à base de iodo é contraindicado para pacientes com insuficiência renal, assim como aqueles que tiveram reações alérgicas anteriores.

Já o contraste à base de bário não é indicado no pós-operatório de cirurgias intestinais, já que essa substância não se dissolve e nem é absorvida pelo corpo, causando risco do agente escapar pelo aparelho digestivo.

O uso de contraste à base de gadolínio deve ser evitado em pacientes com baixa função renal.

Em relação a pacientes grávidas, é importante discutir com o médico obstetra a necessidade de exames que fazem uso de contraste.

Você ainda tem medo de realizar doenças e exames? Aprenda a lidar com essa insegurança no artigo abaixo:

Como lidar com o medo de doenças e exames?

8. Quais os tipos de contraste usados?

Existem três tipos de contraste, que são classificados com base em sua capacidade de absorção e composição química, e indicados conforme as estruturas que serão avaliadas:

  • Contraste Iodado: É administrado por via oral ou intravenosa. Auxilia na avaliação de órgãos do sistema digestivo, urinário, vasos sanguíneos e útero.
  • Sulfato de Bário: Administrado apenas por via oral ou retal, é indicado para avaliar estruturas do tubo digestivo.
  • Gadolínio: Só pode ser administrado por via intravenosa. Avalia estruturas vasculares e internas do organismo, além de ser útil na identificação de tumores e infecções.

Em exames de medicina nuclear, como PET-CT e cintilografia, é utilizada uma substância chamada radiofármaco, que, apesar de não ser considerado um contraste, tem função parecida, ao contribuir para a obtenção de imagens de alta resolução.

Você também tem dúvidas e receios quanto às possíveis reações ao contraste? Tenha todas as respostas que precisa neste artigo:

Reações a contraste: principais sintomas e como contorná-los

9. Não posso usar contraste, isso vai prejudicar meu exame?

No caso de pacientes que não podem usar contraste, o mais indicado é conversar com o médico para avaliar a possibilidade de realizar outros tipos de exame para diagnóstico. 

Lembrando, mais uma vez, que o uso de contraste é seguro, e casos de reações alérgicas são mínimos. Ainda assim, em algumas situações, pode ser indicado o uso de medicamentos que diminuem o risco de reações adversas, como anti-histamínicos, antialérgicos e corticóides.

Onde realizar exames de imagem no DF?

Neste artigo, nós listamos as perguntas mais frequentes sobre o uso de contraste em exames de imagem, de acordo com o que nossos pacientes costumam questionar. Esperamos que a sua dúvida tenha sido esclarecida.

Sabemos que realizar exames sempre gera algum grau de ansiedade e apreensão, a depender do tipo de investigação que você esteja fazendo. Mas para que você tenha mais tranquilidade e segurança na realização de seus exames de imagem – com ou sem o uso de contraste – escolha um local de confiança, que utilize os mais modernos recursos e tenha profissionais bem preparados e experientes.

O IMEB é referência em exames de diagnóstico por imagem. Somos reconhecidos – por pacientes e órgãos de certificação – pela excelência dos nossos serviços e pelo atendimento sempre humanizado e atencioso que oferecemos a nossos pacientes.

Caso você esteja em Brasília ou Entorno e tenha exames de imagem solicitados, agende online o seu exame agora mesmo e venha cuidar da sua saúde conosco!

Quero agendar meus exames no IMEB!

Também atendemos por diversos convênios em nossas unidades. 

Conheça os convênios atendidos

Por: Dr. Renato Barra / Categoria: Exames

30 de julho de 2021

Conteúdos Relacionados

DICAS DE SAÚDE

Receba Dicas de Saúde Atualizadas