3 exames para detectar o câncer de próstata

câncer de próstata

O câncer de próstata é o segundo mais frequente entre os homens, segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), perdendo apenas para o câncer de pele não-melanoma. No seu estágio inicial, ele não costuma apresentar qualquer sintoma, manifestando-se apenas quando o câncer já atingiu um estado avançado.

Saiba mais sobre o câncer próstata (causas, sintomas e tratamentos) aqui!

Por isso, a melhor maneira de diagnosticar precocemente a doença, é realizando exames periódicos junto ao médico.

Quem pode fazer: os exames de prevenção ao câncer de próstata são indicados para todos os homens a partir dos 50 anos, e a partir dos 40 para quem possui histórico familiar da doença.

Acompanhe o artigo e conheça os 3 principais exames para detectar o câncer de próstata, e saiba como se preparar para cada um deles.

Exame de sangue PSA

O exame de sangue PSA (Antígenos Específicos da Próstata, em português), é realizado para medir a quantidade de moléculas produzidas pela próstata. Se o homem apresentar um valor acima do considerado saudável (até 4,0 ng/mL), pode ser um indício da presença do câncer ou de outras condições, como a hiperplasia prostática benigna (quando a próstata localiza-se abaixo da bexiga) e a prostatite (infecção ou inflamação da glândula prostática), por exemplo.

Dessa forma, a melhor maneira de confirmar o diagnóstico de um possível câncer de próstata (caso o PSA apresente um valor alterado), é realizando o exame de toque real que explicaremos mais à frente.

Quem deve fazer o PSA: Todos os homens a partir do 50 anos, ou a partir dos 40 anos, em caso de histórico familiar do câncer.

Preparatórios antes do exame: recomenda-se, em 3 dias antes, abstinência sexual e não praticar atividades físicas intensas.  Caso já tenha feito o exame de toque da próstata, aguardar também 3 dias para realizar a dosagem PSA.

O exame PSA substitui o toque retal?

Não. Uma vez que a dosagem de PSA alterada nem sempre significa a presença de um câncer, o paciente deve realizar o exame de toque retal (seguido de biópsia) para confirmar ou descartar o diagnóstico de câncer.

Acompanhe os tópicos a seguir para entender como funciona cada um desses exames.

Toque retal

O exame de toque retal, ou simplesmente exame da próstata, consiste na análise manual da próstata feita pelo médico. Com o dedo, o médico irá apalpar a próstata para investigar alguma alteração, como nódulo ou área endurecida tida como suspeita.

O toque retal é rápido e, geralmente, não causa dor, apenas um leve desconforto durante o procedimento.

O exame é extremamente simples e muito eficaz para detectar o câncer de próstata, em conjunto com o exame de PSA. Se houver uma suspeita significativa de câncer, o médico irá pedir a biópsia para fazer a confirmação do diagnóstico.

Quem deve fazer o toque retal: Todos os homens a partir do 50 anos, ou a partir dos 40 anos, em caso de histórico familiar do câncer.

Preparatórios antes do exame: não há orientações específicas para a realização do exame. No entanto, recomenda-se que o paciente esvazie o intestino para facilitar o exame feito pelo médico.

Saiba mais sobre o exame de toque retal neste artigo: Exame de próstata: entenda como funciona e fique mais seguro

Lembre-se: o toque retal é o principal exame para rastreamento precoce do câncer de próstata. Uma vez diagnosticado precocemente, as chances de cura do câncer de próstata aumentam para mais de 90%.

Biópsia da próstata

A biópsia da próstata só é indicada quando há a suspeita de câncer de próstata, após a realização dos exames citados acima. O exame consiste na retirada de pequenas amostras do tecido da glândula, para ser analisada em laboratório.

O procedimento é feito com o auxílio de um ultrassom, e poderá ser aplicada uma leve anestesia local no paciente. O médico também poderá receitar medicamentos para prevenir possíveis infecções.

Nos primeiros dias após o exame, pode haver algum desconforto, ou mesmo a presença de sangue na urina ou no sêmen. Recomenda-se que o paciente retorne ao médico caso os sintomas persistam após 2 semanas.

Quem deve fazer a biópsia da próstata: apenas homens que apresentaram alterações suspeitas na dosagem PSA e no exame de toque retal.

Preparatórios antes do exame: Recomenda-se jejum de 6 horas, esvaziar o intestino e urinar antes do procedimento. Além disso, é importante levar um acompanhante para obter ajuda no retorno para casa.

Câncer de próstata: quando realizar exames de imagem?

Dependendo de cada caso, o médico poderá solicitar exames de imagem para confirmar o diagnóstico do câncer de próstata, ou para analisar o estágio em que se encontra a doença e definir o tratamento.

A seguir, conheça os principais exames de diagnóstico por imagem para o câncer de próstata:

Todos esses exames são realizados no IMEB, que é uma clínica referência em diagnóstico por imagem e Medicina Nuclear no Centro-Oeste. Nós possuímos um corpo clínico altamente qualificado e uma estrutura moderna que conta com os melhores equipamentos do mercado.

Para marcar o seu exame conosco, é só clicar aqui e agendar agora mesmo.

Para consultar os convênios atendidos pelo IMEB, basta clicar aqui.

E se você quiser saber mais sobre o câncer de próstata, baixe nosso E-book Tudo Sobre o Câncer de Próstata. É gratuito! Clique na imagem abaixo para acessar o material.

Baixe gratuitamente o Ebook Tudo Sobre o Câncer de Próstata

Fale conosco

Deixe sua mensagem aqui.

Enviando

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?

IMEB -- 2018 © Copyright
Responsável Técnico: Alaor Barra Sobrinho - CRM-DF 3029