Cansaço excessivo pode ser sinal de algumas doenças. Confira! - IMEB

Cansaço excessivo pode ser sinal de algumas doenças. Confira!

Se você se sente sempre exausto, independente de ter feito muitas coisas no dia ou não, saiba que o cansaço excessivo pode ser um indício de alguma irregularidade no organismo e que, por isso, pode estar vinculado a algumas possíveis doenças.

Continue lendo o artigo para entender melhor o assunto e para se prevenir sempre que possível.

O que pode causar cansaço excessivo?

A causa do cansaço excessivo pode ir além da falta de tempo para descansar, o sintoma pode indicar doenças graves como diabetes, anemia, depressão ou fibromialgia. 

4 doenças que podem causar o cansaço excessivo

Diabetes

A diabetes é uma doença causada pelo excesso de glicose na corrente sanguínea do corpo. Ela é causada pela pouca ou nenhuma produção de insulina — hormônio responsável por ajudar a absorver e processar o açúcar dos alimentos.

A glicose é a principal fonte de energia das células do organismo, sendo a insulina a responsável por promover a entrada da glicose nas células. Logo, quando há pouca ou nenhuma produção de insulina, menos glicose é absorvida pelas células.

O resultado: o corpo como um todo produz menos energia, levando ao cansaço excessivo, bem como à fadiga, ao emagrecimento e à perda de músculos.

Leia também:

Principais Sintomas de Diabetes e o que fazer nesses casos

Anemia

A anemia é o nome genérico para descrever uma série de condições que caracterizam a deficiência na concentração de hemoglobina no corpo, ou na produção de hemácias. A hemoglobina é um elemento importante do sangue que é responsável por transportar o oxigênio dos pulmões para todas as células do corpo. Já as hemácias são os glóbulos vermelhos do sangue, também conhecidos como eritrócitos.

A principal causa da anemia é a deficiência nutricional de ferro no organismo (anemia ferropriva). O ferro é um nutriente muito importante que ajuda na produção das hemácias, bem como no transporte de oxigênio para as células feito pela hemoglobina.

Logo, quando há uma falta de ferro no corpo, a produção dos glóbulos vermelhos fica comprometida, significando menos sangue circulando pelas veias. É isso que gera o cansaço excessivo, além de outros sintomas, como fadiga, palidez na pele, mucosas, entre outros.

Depressão

Apesar de ser uma doença que afeta principalmente a saúde mental de uma pessoa, a depressão também costuma trazer impactos na saúde física, como o cansaço constante, sendo um dos principais sintomas da doença.

Em geral, esses pacientes apresentam fadiga, falta de energia e ausência de ânimo para realizar tarefas diárias, até mesmo as mais simples (como fazer refeições, sair de casa, ver os amigos, trabalhar).

Junto com a sensação de cansaço excessivo, quem possui depressão também relata dificuldade para concentração, falta de apetite e insônia, além de pensamentos negativos constantes. Se você está apresentando esses sintomas, procure uma ajuda psicológica o quanto antes!

O tratamento para depressão envolve terapia e uso de medicação específica, como antidepressivos, que costumam melhorar o quadro geral do paciente, inclusive o cansaço excessivo.

Fibromialgia

A fibromialgia é uma síndrome caracterizada por dores musculares crônicas e generalizadas. O paciente que sofre dessa síndrome, têm a percepção dessas dores amplificadas por uma parte específica do seu cérebro.

Isso faz com que o paciente interprete de forma exagerada os estímulos que estão causando as dores, ativando o sistema nervoso e fazendo com que sintam mais dor ainda.

O cansaço físico é um dos sintomas da fibromialgia, incluindo, também, a fadiga e alterações no ciclo do sono.

Hábitos que favorecem o cansaço excessivo: má alimentação e sedentarismo

Ingerir muitos alimentos gordurosos, ou mesmo fazer dietas restritivas, monótonas ou muito pesadas, podem ocasionar uma deficiência no corpo de nutrientes importantes para que o organismo funcione bem, como as vitaminas e os minerais.

Além disso, não pense que o sedentarismo fará com que você retenha energia. Pelo contrário, deixar de movimentar o corpo só vai deixá-lo mais cansado, com sono e sem vontade de fazer nada.

Por isso, cuide também dos seus hábitos diários. Tenha uma alimentação equilibrada e pratique regularmente alguma atividade física, tudo bem?

Saiba mais em:

Má alimentação: consequências, riscos e doenças que pode causar

Alterações da tireoide

A tireoide é uma importante glândula localizada no pescoço, que tem a função de regular o metabolismo do corpo, além de garantir o bom funciona de muitos órgãos, como o coração, rins, cérebro e pulmões.

Quando a função ou mesmo a estrutura da tireoide é afetada, dizemos que houve um distúrbio de tireoide. Geralmente ocorre devido à baixa (hipotireoidismo) ou ao excesso de produção dos hormônios T3 e T4 (hipertireoidismo).

Dentre os principais sintomas, estão, além do cansaço excessivo: perda de peso, aumento do apetite, depressão e frequência cardíaca reduzida.

Alterações na tireoide são mais comuns em mulheres dos 20 aos 40 anos. Ainda assim, o cansaço excessivo precisa ser averiguado junto a um médico para descartar a possibilidade de caracterizar algo mais grave.

Atenção: em todos os casos de doenças apresentadas, consulte um médico para obter o diagnóstico correto, ok? Recomenda-se, ainda, a realização de um check-up anual para avaliar periodicamente a saúde do seu corpo.

Leia também: Distúrbios de tireoide em mulheres: como identificá-los. Sintomas de Tireoide: descubra se está com problemas na glândula.

Marque-Exame-IMEB

Por: Dr. Renato Barra / Categoria: Saúde e Bem-estar

24 de abril de 2019

Conteúdos Relacionados

DICAS DE SAÚDE

Receba Dicas de Saúde Atualizadas