O que é oncologia?

oncologia

A oncologia é uma especialidade médica que estuda as causas e as formas de tratamento de neoplasias (popularmente conhecidas como tumores).

Embora o avanço na área tenha permitido, ao longo dos anos, tratamentos mais eficazes no combate aos tumores malignos, é fundamental que se busque o seu diagnóstico precoce, uma vez que tratá-la em seus estágios iniciais é um dos fatores determinantes para a sua cura.

Neste artigo, conheça um pouco mais sobre a oncologia, como funciona o tratamento de um tumor, qual a diferença entre um tumor benigno e maligno, e qual o papel dos exames de imagem no seu diagnóstico. Acompanhe!

O que é oncologia?

A oncologia (também conhecida como cancerologia no Brasil) é um ramo da medicina que estuda sobre os tumores (neoplasias), incluindo a maneira com que eles se desenvolvem e qual a melhor forma de tratamento para cada tipo.

É o oncologista o médico capacitado para tratar o tumor — seja ele benigno ou maligno —, inclusive para prescrever tratamentos de quimioterapia, hormonioterapia e imunoterapia, quando necessários.

Continue lendo o artigo para entender o que é um tumor, e qual a diferença entre um tumor benigno e um tumor maligno (câncer).

O que é um tumor? 

Um tumor nada mais é do que o aumento de volume observado em alguma parte do corpo. No entanto, quando isso ocorre por um aumento no número de células, esse tumor é denominado de neoplasia.

Sabe-se que o nosso organismo é formado por milhões de células que, naturalmente, se renovam por um processo denominado de divisão celular.

Por uma série de fatores (genéticos ou adquiridos, como hábitos e estilo de vida, por exemplo), essa divisão celular pode ficar comprometida, e as células crescerem e se multiplicarem de forma desordenada. Como consequência, elas pode dar origem a uma neoplasia, podendo ela ser benigna ou maligna.

Qual a diferença entre um tumor benigno e um tumor maligno?

Um tumor benigno consiste em uma massa causada pelo aumento de células, mas que não tem capacidade de gerar metástase — isto é, de se espalhar para outros órgãos do corpo.

Já um tumor maligno (neoplasia maligna), por sua vez, é o câncer propriamente dito. Ele tende a ser mais agressivo e possui a capacidade de infiltrar-se em outros órgãos.

O que é o câncer?

O câncer é o nome genérico dado para um grupo de mais de 200 doenças, que surgem a partir do crescimento desordenado das células, determinando a formação de tumores (neoplasias) que podem espalhar-se para outras partes do corpo (metástase).

As causas do câncer podem ser várias, mas, de modo geral, ele pode ocorrer devido a uma composição genética herdada, a um mau funcionamento das células, à exposição a algum fator desencadeador presente no meio ambiente, ou aos próprios hábitos de vida do paciente.

Deseja saber como você pode prevenir o câncer com algumas boas práticas? Clique aqui e saiba mais!

Como funciona o tratamento de um tumor?

Na ocasião da descoberta de um tumor benigno, ainda que ele não tenha a capacidade de gerar metástase, ele deve ser acompanhado de perto — ou mesmo removido, por meio cirúrgico —, para que não evolua e venha a se tornar maligno. 

No entanto, nos casos do câncer propriamente dito, será necessário que o oncologista defina o tratamento mais adequado, com base em fatores como o tipo e estágio do câncer, e o estado geral de saúde do paciente.

Tratamento do câncer: como funciona?

De forma geral, as principais formas de tratamento de um câncer são a radioterapia, a quimioterapia e a cirurgia. A radioterapia consiste em combater localmente o tumor cancerígeno, por meio de radiações ionizantes. Já a quimioterapia consiste no uso de medicamentos que agem sobre as células cancerígenas, que estão crescendo e se multiplicando desordenadamente.

A cirurgia oncológica, por fim, consiste na remoção do tumor ou no controle de sintomas que estejam ameaçando a sobrevivência do paciente.

Mas para que um tratamento do câncer seja o mais eficaz possível, ele precisa ser individualizado para cada paciente. Logo, a forma de tratá-los também pode variar, necessitando, se for o caso, de outras medidas, como a hormonioterapia, a imunoterapia e até o transplante.

Além disso, o tratamento do câncer é multidisciplinar, na qual o trabalho conjunto do oncologista com profissionais de outras áreas pode ser de grande auxílio. É o caso, por exemplo, da coparticipação de psicólogos, nutricionistas, fisioterapeutas e fonoaudiólogos, todos unidos com um único propósito: tratar o paciente e o câncer da melhor forma buscando atingir o objetivo do tratamento.

Continue lendo o artigo para saber mais sobre definir um objetivo clínico para um paciente com câncer. Acompanhe!

O diagnóstico precoce por meio de exames de imagem

Independentemente do objetivo a ser alcançado no tratamento oncológico, o diagnóstico precoce é essencial para ter mais chances de cura, podendo ser o início de um tratamento mais tranquilo e com menos efeitos colaterais.

O processo de diagnóstico do câncer pode envolver mais de uma etapa, como o levantamento histórico clínico — tanto pessoal quanto familiar —, exames físicos e laboratoriais, além dos exames de imagem.

Os exames de imagem, por sua vez, cumprem um papel fundamental, uma vez que eles são capazes de promover um diagnóstico preciso de tumores e alterações suspeitas no organismo.

De modo geral, eles permitem a visualização de tumores de diferentes ângulos, a partir de exames moderadamente curtos e que não causam efeitos colaterais aos pacientes em geral.

Os mais comuns, tanto no diagnóstico quanto no reestadiamento do câncer (para avaliar se o câncer voltou), são:

Todos os exames listados são realizados no IMEB, que é referência em diagnósticos por imagem e Medicina Nuclear no Centro-Oeste. Lembre-se: a prevenção e o tratamento começam sempre com um diagnóstico precoce!

Leia também:

Check-up dos homens: quais exames devem ser realizados?

6 exames que toda mulher deve fazer anualmente

E-book Tenho Câncer e Agora

Fale conosco

Deixe sua mensagem aqui.

Enviando

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?

IMEB -- 2018 © Copyright
Responsável Técnico: Alaor Barra Sobrinho - CRM-DF 3029