Ressonância magnética cardíaca: saiba para que serve e sua importância!

Ressonância magnética cardíaca: descubra para que serve e sua importância no check-up cardiológico!

Ressonância magnética cardíaca onde fazer

A ressonância magnética cardíaca é um exame de diagnóstico por imagem de alta precisão, que utiliza campos magnéticos para gerar imagens de toda a área do coração, de forma clara e precisa.

Trata-se de um exame indolor e não invasivo, considerado hoje um dos mais completos e abrangentes entre aqueles utilizados no check-up cardíaco.

Por ser tão abrangente, a ressonância magnética cardíaca possibilita checar desde a atividade do músculo cardíaco, o fluxo sanguíneo, até diversas alterações do coração, como por exemplo:

  • funcionamento dos ventrículos direito e esquerdo;
  • doenças congênitas do coração (desde o nascimento);
  • pericardiopatias (alterações da membrana que envolve o coração);
  • doenças cardíacas isquêmicas (como angina e infarto).

Neste artigo você vai conhecer um pouco mais sobre esse importante exame para a saúde do seu coração.

Veja também!

Exames do coração: quais são e para que serve cada um!

 

Para que serve a ressonância magnética cardíaca?

A ressonância magnética cardíaca é um dos mais importantes e completos exames de diagnóstico por imagem entre aqueles usados para avaliar a atividade do coração.

Esse exame torna possível ao médico ver, através de imagens detalhadas e tridimensionais, a atividade do coração, tanto por fora quanto por dentro, ao avaliar o músculo cardíaco, a membrana externa e o fluxo sanguíneo em seu interior.

Inclusive, para avaliação do fluxo cardíaco, das veias e artérias do coração, geralmente é necessário o uso de contraste. Uma substância injetada no paciente antes do exame, e que vai preencher esses vasos que se deseja avaliar.

vasos sanguíneos dilatados pelo contraste

Vasos sanguíneos destacados pelo contraste

A RMC (ressonância magnética cardíaca) é geralmente indicada quando é necessário investigar mais detalhadamente alguma suspeita de anomalia no coração, ou mesmo quando outros exames não foram conclusivos.

Algumas das alterações para as quais a RMC é recomendada são: 

  • doença isquêmica do miocárdio, como angina e Infarto;
  • avaliação após infarto, para avaliar possíveis áreas fibrosadas;
  • arritmia cardíaca (alterações nos batimentos do coração);
  • tumores (benignos ou malignos);
  • trombos (coágulos que impedem a circulação de sangue);
  • aneurismas (dilatação anormal de artérias e vasos sanguíneos)

Porém, há algumas restrições que precisam ser observadas para que esse exame seja indicado. Para pacientes que usam alguma peça metálica, como marcapasso, stents vasculares, clipes de aneurisma cerebral antigo ou implantes eletrônicos, a ressonância magnética cardíaca é contraindicada.   

Veja também!

Check-up cardiológico: 6 problemas sérios que ele pode descobrir (e até evitar)

 

Como é feito o exame de ressonância cardíaca?

O exame de ressonância magnética cardíaca é um procedimento simples, seguro e indolor. O paciente é posicionado deitado em uma maca de barriga para cima. Essa maca então é deslocada para dentro do aparelho (uma espécie de tubo).

Esse aparelho vai emitir um campo magnético com ondas direcionadas diretamente à área cardíaca. A resposta a essas ondas é analisada pelo computador, gerando as imagens.

Mais uma vez, é importante ressaltar que deve ser removido qualquer objeto metálico antes da realização do exame, como relógios, pulseiras, correntes, brincos, entre outros. Caso o paciente tenha partes metálicas implantadas no corpo, é importante que isso seja informado antes.

Quanto ao tempo de duração do procedimento, por ser um exame tão detalhado, a ressonância não é um exame rápido. Dependendo da necessidade ou não de contraste ou do tipo de avaliação pedida pelo médico, o exame pode durar de apenas 20 minutos a até uma hora. 

Em relação ao preparo para o exame, caso seja necessário o uso de contraste, é necessário que o paciente faça jejum (geralmente 6 horas) antes de realizar o exame. Caso não seja utilizado contraste, nenhum preparo é pedido.

No vídeo abaixo, o Dr. Renato, médico do IMEB, fala sobre 4 exames importantes para a saúde do coração, entre eles a ressonância magnética cardíaca.

 

Importância da ressonância magnética cardíaca para o check-up cardiológico

Como citado anteriormente, a ressonância é o exame com a maior capacidade de produzir imagens detalhadas do coração. Daí sua importância na confirmação e esclarecimento diagnóstico, em relação a outros exames de imagem.

Através deste exame o médico é capaz de identificar problemas que vão desde doenças congênitas (desde o nascimento) até doenças isquêmicas agudas, como o infarto.

Pelas imagens tridimensionais que são mostradas, também é possível verificar a existência de tumores, trombos, aneurismas, arritmias, doenças nas válvulas, entre outros problemas relacionados ao coração.

Dentro do check-up cardiológico, este exame tem um papel muito importante nos casos de suspeitas prévias, problemas já instalados ou caso o médico entenda necessária uma avaliação mais aprofundada, o que outros exames não são capazes de fazer.

Inclusive, a recomendação é que homens e mulheres acima dos 40 anos, sem fatores de risco ou histórico familiar de doença cardíaca, façam uma avaliações regulares do coração anualmente.

Já para os hipertensos, diabéticos, fumantes ou com histórico familiar de problemas do coração, a recomendação é de que esse acompanhamento seja feito mais precocemente, muitas vezes já na infância.

Leia também!

Check-up cardiológico: entenda quando fazer

 

Onde fazer o exame de ressonância magnética cardíaca?

Como vimos neste artigo, a ressonância magnética cardíaca é um exame fundamental para investigar e monitorar certas condições cardíacas. Sua capacidade diferenciada de produzir imagens de altíssima resolução o torna uma garantia de diagnóstico seguro em muitos casos.

Especialmente nos casos de pacientes acometidos pela covid-19, os estudos hoje já mostram que o coronavírus pode levar a problemas do coração, como miocardite ou perimiocardite (inflamações do coração). Nesses casos, a ressonância magnética cardíaca é o exame mais indicado para avaliação.

O IMEB (Imagens Médicas de Brasília) é referência no Centro-Oeste em exames de imagem, estando há mais de 32 anos no mercado. Nosso compromisso é oferecer aos nossos pacientes sempre os melhores recursos e as tecnologias mais avançadas para um resultado seguro e confiável, como no caso da ressonância magnética do coração.

Caso você esteja em Brasília ou Entorno e tenha solicitação de exames de imagem, agende online seus exames com toda comodidade e venha cuidar da sua saúde conosco!

 

Fale conosco

Deixe sua mensagem aqui.

Enviando

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?

IMEB -- 2018 © Copyright
Responsável Técnico: Alaor Barra Sobrinho - CRM-DF 3029