Tendões, ligamentos e outros: principais problemas do joelho | IMEB

Tendões, ligamentos e outros: principais problemas do joelho

tendões e ligamentos, Tendões, ligamentos e outros: principais problemas do joelho

Está sentindo alguma dor nos joelhos? Esse incômodo está te atrapalhando no seu dia a dia, lazer ou trabalho? Fique atento, pois essa dor pode estar ligada aos problemas mais frequentes no joelho, como lesões nos tendões e ligamentos, assim como em outras partes da região, como cartilagens e menisco.

Existem várias opções de tratamento, que variam de acordo com o tipo, local e gravidade do problema. Podem ser usados tanto medicamentos, quanto fisioterapia, prática de exercícios e inclusive cirurgia.

Neste artigo, você vai entender melhor sobre esses tipos de problemas e lesões no joelho, os tratamentos para cada um, causas, sintomas e o que fazer se você estiver com dor nos joelhos. Confira!

Lesões nos tendões do joelho e tratamento

tendões e ligamentos, Tendões, ligamentos e outros: principais problemas do joelho

Os tendões podem ser entendidos como “fitas” ou “cordões” do nosso corpo, geralmente esbranquiçados, com a função de manter o equilíbrio do organismo, tanto parado quanto em situações de movimento.

Sendo assim, pessoas com uma lesão ou inflamação nessa região no joelho costumam andar “mancando”, com dificuldades para se manter retas enquanto caminham.

O tratamento para esse tipo de problema costuma envolver fisioterapia, uso de anti-inflamatórios e compressas de gelo

Também é possível que envolva correção na forma de fazer exercícios físicos e adequação do alongamento, se for o caso.

A grande vantagem dos tendões é que são estruturas com propriedade regenerativa, o que auxilia no tratamento.

Leia também:

Fratura óssea: o que é, tipos, causas e como identificar

Lesões nos ligamentos do joelho e tratamento

tendões e ligamentos, Tendões, ligamentos e outros: principais problemas do joelho

Já os ligamentos, estruturas também esbranquiçadas, assemelham-se com a forma dos tendões e funcionam como amortecedores dos ossos, protegendo as articulações e evitando a fricção entre os ossos.

Além disso, também estão diretamente relacionados com a transmissão de informações e impactos do joelho para a medula e para o cérebro.

Com isso, pessoas que sofrem com lesões nessa região possuem consequências além da limitação de movimentos no joelho, impactando também no funcionamento do organismo como um todo.

Em geral, o tratamento envolve a imobilização imediata do local, para evitar que a lesão se agrave.

Leia também: 

Como evitar problemas nas articulações? Descubra aqui

Densitometria Óssea: a importância do exame para atletas e praticantes de atividades físicas

E qual a diferença entre tendão e ligamento?

A diferença é simples: enquanto os tendões ligam os músculos aos ossos, os ligamentos conectam um osso ao outro.

Outros problemas do joelho: Cartilagem e Menisco

Lesões na cartilagem do joelho e tratamento

tendões e ligamentos, Tendões, ligamentos e outros: principais problemas do joelho

A cartilagem é um tecido firme que se encontra ao redor das articulações e ossos, tendo como função principal protegê-los e amortece-los de impactos. 

Porém, ao contrário dos ossos, a cartilagem é mais macia e flexível.

Ortopedia: 5 exames para avaliar a saúde dos ossos

Uma lesão na cartilagem do joelho pode acabar fazendo com que ocorra mais atrito entre os ossos, podendo desenvolver a artrose.

E, ao contrário dos tendões, as cartilagens possuem baixa capacidade de regeneração e cicatrização, o que impacta na maneira de tratar o problema.

Por isso, o tratamento pode envolver desde o uso de medicamentos, fisioterapia e orientações para a prática de atividade física, até cirurgia.

Lesões no menisco do joelho e tratamento

tendões e ligamentos, Tendões, ligamentos e outros: principais problemas do joelho

Os meniscos são um tipo de cartilagem extremamente importante para o joelho. 

Além de atuar como amortecedores, também lubrificam a região e auxiliam na dissipação de impactos, evitando possíveis lesões em caminhadas ou corridas, por exemplo.

Em casos de lesão, o menisco pode se soltar do joelho e acabar bloqueando os movimentos.

Em pessoas jovens, o tratamento envolve cirurgia, em que se costura o menisco para que volte a funcionar normalmente.

Já em pessoas mais velhas e idosas, evita-se a cirurgia, já que pode acabar danificando ainda mais a estrutura. Nesses casos, o recomendado é fortalecer os músculos da região com atividades físicas e fisioterapia moderada.

Principais causas de problemas no joelho

Em geral, as causas mais comuns encontradas em consultório são as lesões que ocorrem na prática de esportes e atividades físicas, quedas ou pancadas no local.

Além disso, problemas no joelho também podem ser causados por tendinites ou, simplesmente, pela falta de estímulos tanto nas articulações quanto para o fortalecimento das principais estruturas do movimento, como tornozelos e pés.

Leia também:

Tendinite: conheça seus principais fatores de risco

Você pratica alguma atividade física regularmente? Então, veja as dicas que o Dr. Renato, médico do IMEB, tem para te dar sobre a alimentação do pré e pós-treino. Assista:

Principais sinais de que algo pode estar errado com o seu joelho

Além da dor, outros sintomas também são frequentes e é importante identificar para relatá-los em consultório e facilitar o diagnóstico correto.

Outros sintomas de problemas no joelho são:

  • Inchaço na região;
  • Sensação de calor;
  • Inflamação e febre;
  • Dificuldades para mover a região, como esticar totalmente o joelho;
  • Rigidez muscular;
  • Estalos ou rangidos ao tentar mover a região;
  • Vermelhidão;
  • Dor forte e intensa mesmo deitado ou em repouso;
  • Deformação no joelho;
  • Formigamento.

Leia também:

Dor no Nervo Ciático: como aliviar? Preciso ir ao médico? Saiba mais!

Estou com dor no joelho: o que fazer?

A primeira coisa a se fazer é procurar um médico, principalmente se os sintomas persistirem e estiverem impactando diretamente no seu dia a dia.

Procure preferencialmente um ortopedista ou reumatologista, que são os profissionais mais indicados para avaliar a sua situação da maneira correta e oferecer um diagnóstico preciso.

O diagnóstico se dá, inicialmente, por meio de um exame clínico (físico), em que o médico buscará por causas perceptíveis do problema, como desalinhamentos no joelho.

Além disso, para um diagnóstico mais preciso, também podem ser solicitados exames de imagem, como ressonância magnética, radiografias, exames de sangue, densitometria óssea, tomografia computadorizada e ultrassonografia.

Saiba mais sobre o exame de ressonância magnética do joelho clicando aqui.

Tem medo ou fobia do equipamento de ressonância magnética? Leia também: Ressonância magnética para quem tem fobia: conheça a solução.Tendões, ligamentos e outros: principais problemas do joelho

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Fale conosco

Deixe sua mensagem aqui.

Enviando

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?

IMEB -- 2018 © Copyright
Responsável Técnico: Alaor Barra Sobrinho - CRM-DF 3029