Sopro no Coração: o que é, sintomas e causas - IMEB

Sopro no Coração: o que é, sintomas e causas

O sopro no coração costuma causar certa preocupação em muitas pessoas. O que é esse ruído fora do comum? Será que é uma doença? Tem cura?

A verdade é que, o sopro, em si, não é uma doença, mas dependendo do caso, pode ser um indício de algum problema no coração.

Leia o artigo e saiba mais sobre o problema, quais as suas principais causas e sintomas, e como ele pode ser tratado. Acompanhe!

Sopro no coração: O que é? O que significa?

O sopro no coração é um termo usado para descrever um ruído produzido pela passagem de sangue nas estruturas do coração. Esse sopro lembra o barulho de alguém soprando em seu ouvido, ou o barulho de uma fresta de janela aberta.

Além disso, também pode ser ouvido durante um exame físico com estetoscópio — aquele aparelhinho que o médico usa para ouvir o seu coração.

Pode se tratar apenas de um sopro funcional ou fisiológico, também chamado de sopro cardíaco normal ou inocente, sendo bem comum, inclusive, em bebês e em crianças com o coração saudável.

Por isso, não precisa se desesperar antes da consulta: estima-se que cerca de 70% das crianças em fase escolar podem apresentar um sopro no coração, sem que isso signifique que ela tenha necessariamente algum problema cardíaco, ok?

Por outro lado, há casos em que um sopro pode indicar que há algum problema no coração, sendo considerado um sopro anormal ou patológico.

Continue a leitura para saber como identificar cada um.

Sopro no Coração é grave? Perigoso?

O sopro cardíaco só é considerado grave ou preocupante nos casos mais raros, quando é anormal ou patológico, pois indica que existem doenças do coração relacionadas que estão causando o problema e podem afetar diretamente a saúde do paciente. 

sintomas de sopro no coração normal e anormal

Em geral, o sopro anormal é causado por patologias que afetam as valvas ou os músculos do coração, o que pode trazer risco de vida para o paciente e, a depender da doença, levar à morte.

Porém, é importante ressaltar que a grande maioria dos sopros são benignos e não oferecem riscos para a saúde.

Sopro no coração (cardíaco): Quais os sintomas?

Se você tem um sopro no coração normal, provavelmente não vai apresentar outros sintomas além do barulho. Por sua vez, o sopro patológico pode causar sinais e sintomas que indicam um possível problema no coração. Conheça os principais sintomas:

  • Falta de ar;
  • Falta de apetite;
  • Dor no peito;
  • Tontura e desmaio;
  • Tosse crônica;
  • Fígado inchado;
  • Ganho de peso repentino;
  • Pele azulada (principalmente nas pontas dos dedos e nos lábios);
  • Veias do pescoço aumentadas;
  • Transpiração intensa e excessiva;
  • Problemas de crescimento (em crianças).

Caso sinta um sopro cardíaco, mesmo sem os sintomas descritos acima, o mais recomendado é que faça uma consulta com o médico cardiologista. É ele quem vai determinar se o sopro é normal ou anormal.

Sopro no coração: O que causa?

De modo geral, um sopro no coração considerado normal acontece quando o sangue flui mais rapidamente pelo coração. Pode acontecer quando você pratica uma atividade física intensa, quando sente febre ou quando apresenta estados circulatórios hiperdinâmicos, por exemplo.

Ao corrigir esses problemas, o sopro tende a sumir naturalmente. No entanto, algumas pessoas podem apresentar um sopro inocente ao longo da vida inteira, sem causar outros problemas de saúde.

Já um sopro anormal pode surgir quando uma válvula cardíaca está degenerada, ou quando o seu orifício de passagem está reduzido ou com dificuldades de se fechar. Nesse caso, o sangue volta por um furinho e, como consequência, pode emitir esse “sopro” no coração.

Nas crianças, um sopro anormal geralmente é causado por alguma doença cardíaca congênita — como a cardiopatia congênita, defeitos septais nas paredes das câmaras cardíacas ou ainda anomalias na válvula do coração. Nos adultos, por sua vez, o sopro pode surgir devido a problemas nas válvulas cardíacas ou por complicações de cardiopatias causadas por febre reumática ocorrida na infância.

Outras causas de sopro anormal incluem infecções e condições que danificam as estruturas do coração, como: endocardite, calcificação da válvula e prolapso da válvula mitral.

Você sabe quais são as doenças do coração mais comuns? Sabe como evitá-las? Para se informar melhor, preparamos um material completo sobre o assunto:

Clique aqui e baixe agora mesmo o e-book gratuito “Doenças Cardíacas Mais Comuns e Como Evitá-las”

ebook doenças cardíacas imeb - sopro no coração
Baixe agora mesmo o nosso E-Book “Doenças Cardíacas Mais Comuns e Como Evitá-las” e previna-se. É gratuito!

Fatores de risco do sopro cardíaco

De modo geral, os fatores que aumentam o risco para o surgimento do problema são:

  • Hipertensão arterial;
  • Hipertensão pulmonar;
  • Músculo do coração fraco (podendo ser causada por cardiomiopatia);
  • Doenças durante a gravidez, ou uso de certos medicamentos, álcool e drogas durante a gestação;
  • Radioterapia próxima do peito;
  • Histórico familiar de doenças cardíacas;
  • Histórico anterior de febre reumática, endocardite e/ou infarto.

Leia também:

Hipertensão arterial: o que é, como identificar e como se proteger

Sopro no coração em bebes, recém nascidos e crianças

Sopros cardíacos são bastante comuns em bebês e crianças pequenas. Na grande maioria dos casos, o coração está funcionando normalmente e não há nada com que se preocupar.

Na verdade, muitas crianças têm sopro no coração e nem elas nem os pais acabam ficando sabendo.

Ocasionalmente, porém, um sopro cardíaco pode estar relacionado a um problema com a forma como o sangue flui pelo coração ou a um problema estrutural do órgão. Mesmo que um problema subjacente seja a causa do sopro cardíaco do bebê, há tratamento disponível. Sopro cardíaco raramente é fatal.

A maioria dos sopros não é grave, mas se você acha que seu filho tem sopro no coração, marque uma consulta com seu médico. Ele poderá dizer se o sopro é insignificante e não requer nenhum tratamento adicional ou se precisa ser examinado mais afundo.

Diagnóstico de sopro no coração: qual o exame para detectar o problema?

Em geral, o diagnóstico é feito com um exame físico, por meio do estetoscópio, em que é possível ouvir o coração do paciente e identificar a presença de sopro. Porém, exames complementares também podem ser solicitados, como eletrocardiograma, raio X do tórax e ecocardiograma.

Tais exames oferecem informações mais detalhadas sobre a anatomia e o funcionamento do coração do paciente, o que é importante para um diagnóstico mais preciso e para investigar a possível causa do sopro.

Com esses procedimentos, por exemplo, é possível examinar o tamanho do coração, o aspecto e funcionamento da válvula, a pressão e velocidade do fluxo do sangue, entre outras informações importantes.

Por isso, procure fazer um check-up médico regularmente também. Conheça alguns exames do coração que você pode realizar no seguinte artigo:

Exames do coração: quais são e para que servem cada um?

Como funciona o tratamento para Sopro no Coração?

Um sopro cardíaco inofensivo geralmente não requer tratamento. Já o sopro patológico deverá ser tratado de acordo com o problema no coração diagnosticado.

Dependendo do quadro do paciente, o médico poderá receitar medicamentos que regulem os batimentos cardíacos e a pressão arterial, que evitem a formação de coágulos no coração, ou mesmo que ajudem a diminuir os níveis de colesterol no sangue.

Opções cirúrgicas também podem ser necessárias dependendo do caso, como quando é necessário fazer a manutenção ou substituição de alguma válvula cardíaca que foi danificada.

Como é feita a cirurgia para Sopro no Coração?

Quando indicada, geralmente a cirurgia pode ser realizada com dois objetivos diferentes: recuperar ou substituir a válvula do coração que está apresentando o sopro. 

Além disso, o procedimento pode ser feito com técnicas diversas (como cateterismo ou corte no tórax), de acordo com orientação médica.

Sopro no Coração tem cura?

Para os casos anormais e patológicos, a cura do sopro no coração depende do tratamento da doença cardíaca que está causando o problema

Muitas vezes, com a medicação adequada ou até mesmo com procedimentos cirúrgicos é possível solucionar a causa e, assim, curar o sopro no coração.

Porém, nos casos raros de sopros no coração anormais que não podem ser curados, é possível utilizar o tratamento como forma de controlar o problema, com acompanhamento médico constante.

Dúvidas comuns

– Sopro no Coração pode matar?

Na maioria dos casos, o sopro no coração não oferece risco para a saúde do paciente e não leva à morte. Porém, em quadros raros e mais graves, em que o sopro é causado por alguma doença do coração, pode haver risco de morte.

O que acontece é que nesses casos mais graves as patologias que estão causando o sopro podem impactar diretamente no funcionamento das valvas ou dos músculos do coração, podendo gerar insuficiência cardíaca.

– Quem tem Sopro pode engravidar?

Sim, mulheres com sopro podem engravidar. Deve-se apenas realizar um acompanhamento de perto com cardiologista e o tratamento adequado para garantir uma gravidez saudável.

Isso é necessário pois a gravidez tende a gerar o aumento do volume sanguíneo no organismo e da quantidade de sangue bombeado para o coração, o que demanda que o órgão esteja funcionando adequadamente.

Por isso, é importante garantir que o sopro não impacte negativamente nesse processo. 

—————

Lembre-se: embora a maioria dos sopros não possam ser evitados ou prevenidos, você não deve deixar de cuidar da saúde do seu coração, tudo bem?

Dentre as boas práticas para evitar problemas no coração, estão: ingerir alimentos saudáveis, fazer exercícios regulares, não fumar e evitar o excesso de bebidas alcoólicas.

No vídeo abaixo, o Dr. Renato, médico do IMEB, dá algumas dicas para que você possa prevenir doenças do coração. Assista:

Este artigo esclareceu as suas dúvidas? Caso ainda tenha mais questões, coloque nos comentários! Será uma prazer responder.

Estes outros conteúdos também podem ser interessantes para você neste momento:

Arritmia cardíaca: o que é e quais são os sintomas

O que causa o infarto?

Ataque cardíaco: o que é e quais são os sintomas

Marque-Exame-IMEB

Por: Dr. Renato Barra / Categoria: Saúde do Coração

5 de setembro de 2020

Conteúdos Relacionados

DICAS DE SAÚDE

Receba Dicas de Saúde Atualizadas