8 dicas para se proteger da pressão alta - IMEB

8 dicas para se proteger da pressão alta

A pressão alta é uma doença crônica, caracterizada pelo aumento sustentado dos níveis 

de pressão arterial acima de 140/90 mmHg (milímetros de mercúrio).

Segundo dados do Ministério da Saúde, mais de 38 milhões de brasileiros são afetados pela doença que, somente em 2019 foi responsável por mais de 110 óbitos a cada 100 mil habitantes no país.

Inclusive, a pesquisa Vigitel, do Governo Federal, apontou que a pressão alta foi considerada, ao lado da diabetes, o principal fator de risco à saúde no país.

Por toda essa importância, vamos te mostrar neste artigo 8 dicas para se proteger da pressão alta, além de conhecer seus principais fatores.

Acompanhe!

Principais fatores de risco para hipertensão arterial

Por se tratar de uma doença “silenciosa” – não dá sinais de que está ocorrendo –, é fundamental estar atento aos fatores de risco para a hipertensão arterial, já que ela pode trazer consequências muito graves, até mesmo fatais.

Entre as possíveis consequências da pressão arterial descontrolada, estão doenças cardiovasculares, como infarto agudo do miocárdio, acidente vascular cerebral (AVC), insuficiência renal e até perda da visão.

Alguns dos principais fatores de risco para o surgimento da hipertensão arterial são:

  • Obesidade.
  • Histórico familiar (pais hipertensos aumentam os riscos em até 30%).
  • Idade (os riscos aumentam a partir dos 50 anos).
  • Gordura abdominal. 
  • Tabagismo. 
  • Consumo excessivo de bebidas alcoólicas.
  • Estresse.
  • Consumo exagerado de sódio.
  • Níveis altos de colesterol.
  • Sedentarismo.
  • Apneia do sono.
  • Hipertireoidismo ou hipotireoidismo.
  • Diabetes.

Leia também

Check up médico: 8 sinais de que você precisa realizar um

Dicas para se proteger da pressão alta

A pressão alta é uma doença crônica, ou seja, não tem cura. No entanto, ela pode ser controlada.

A adoção de hábitos saudáveis, aliado à observação de certos cuidados com o corpo e a mente, são fundamentais para a prevenção ou controle da doença.

Veja a seguir 8 dicas para se proteger da pressão alta:

  1. Faça atividades físicas

A prática regular de atividades físicas contribui muito para o controle da pressão arterial, uma vez que exercícios melhoram a circulação sanguínea e ajudam a controlar o estresse, que também é uma das causas da hipertensão.

Atividades aeróbicas, como caminhar, correr, nadar e dançar induzem a liberação de óxido nítrico, que é uma substância vasodilatadora. Já a musculação contribui para melhorar a circulação periférica e a saúde cardiovascular.

É importante que pacientes hipertensos consultem um médico antes de iniciar os treinamentos, já que é normal a pressão subir durante o esforço.

De acordo com a orientação divulgada pela OMS, a recomendação é de pelo menos 150 minutos de atividades físicas intensas durante a semana ou 300 minutos de atividades moderadas.

Saiba mais

Principais vantagens de adotar um estilo de vida saudável

  1. Reduza o consumo de sódio

Médicos e especialistas apontam que reduzir o consumo diário de sódio é um fator fundamental para o tratamento e prevenção da hipertensão arterial. E quando citamos o sódio, não nos referimos apenas ao sal de cozinha, mas também ao consumo de alimentos embutidos e processados, como salsicha, mortadela, presunto, entre outros.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a recomendação diária de ingestão de sal é de menos de 5 g por dia, correspondente a uma colher de chá, ou 2 g de sódio.

  1. Mude os hábitos alimentares

A mudança nos hábitos alimentares também é um fator preponderante para a prevenção da hipertensão arterial.

Evitar o consumo de alimentos gordurosos e adotar uma dieta que inclua frutas, verduras, vegetais, grãos e alimentos integrais. Muitos desses alimentos são ricos em potássio, cálcio e magnésio, que regulam a contração dos vasos sanguíneos e do coração.

  1. Diminua a ingestão de álcool

O consumo excessivo de bebidas alcoólicas estimula o aumento da pressão arterial. Aqui, a moderação é a melhor saída.

  1. Abandone o cigarro

Tabaco e nicotina são extremamente prejudiciais para a pressão arterial, assim como para a saúde como um todo. Além disso, o cigarro contrai as paredes das artérias, fazendo com que o coração se esforce ainda mais para trabalhar.

  1. Evite o estresse

O estresse é uma resposta do organismo à carga excessiva de tensões físicas e emocionais, liberando hormônios como adrenalina, cortisol e norepinefrina. Essa mistura aumenta os batimentos cardíacos e contraem os vasos, aumentando assim a pressão arterial.

Para evitar o estresse, é importante encontrar atividades prazerosas, como começar um novo hobby, passear com a família, fazer atividades físicas, entre outras.

  1. Durma bem

Dormir é fundamental não apenas para o descanso, mas também para recuperar seu organismo.

Nas fases profundas do sono, são produzidos hormônios que controlam a circulação. Consequentemente, noites mal dormidas diminuem a produção desses hormônios, podendo levar a problemas cardiovasculares, como a hipertensão.

Além disso, durante o sono a frequência cardíaca e a pressão arterial são reduzidas, descansando e regenerando o sistema cardíaco.

  1. Aposte na vitamina D

A vitamina D, além de outros benefícios, auxilia no equilíbrio circulatório, e sua ausência sobrecarrega funções como a irrigação das artérias, causando aumento da pressão, tontura e transpiração excessiva.

Sua principal fonte de absorção é através da exposição à luz solar, mas também pode ser encontrada em alimentos como manteiga, gema de ovo, fígado, entre outros.

Uma pressão estável e controlada fica, em geral, em 12 por 8. É importante medir a pressão regularmente e, caso se verifiquem valores acima do citado acima, é fundamental buscar uma avaliação médica o quanto antes. Caso se observem valores acima de 18 por 12, é preciso procurar um pronto-socorro imediatamente.

Leia também

Check-up pós-Covid: conheça as razões para fazer!

Para a sua saúde, IMEB!

Como vimos, pressão alta é uma doença muito perigosa. Isso porque ela é silenciosa e, quando seus sintomas surgem, é sinal de que já está elevada.

Com a pressão descompensada, as consequências podem ser muito graves. Apesar de a pressão alta não ter cura, ela pode ser controlada com cuidados simples, como os que vimos ao longo do artigo.

O IMEB (Imagens Médicas de Brasília) procura contribuir através da promoção da saúde, bem-estar e qualidade de vida, seja por meio dos serviços prestados, seja criando conteúdos informativos e ricos.

Somos especialistas em exames de diagnóstico por imagem, e contamos com profissionais altamente qualificados para oferecer a você o melhor atendimento. Venha cuidar da sua saúde conosco!

Caso você esteja em Brasília ou no Entorno e tenha exames de imagem solicitados, agende seu exame agora mesmo!

QUERO AGENDAR MEUS EXAMES NO IMEB

Por: IMEB / Categoria: Saúde e Bem-estar

25 de maio de 2022

Conteúdos Relacionados

DICAS DE SAÚDE

Receba Dicas de Saúde Atualizadas