Dor no mamilo: o que pode ser e exames

Dor no mamilo: o que pode ser?

A dor no mamilo pode causar preocupação em muitas mulheres, especialmente aquelas com mais de 40 anos ou com fatores de risco para câncer de mama. Essa preocupação é compreensível, dada a importância da detecção precoce do câncer de mama e a conscientização sobre a saúde mamária.

No entanto, a dor no mamilo pode ter várias causas, e nem sempre é indicativa de um problema grave. Fatores simples, como alterações hormonais ou até mesmo sutiãs mal ajustados, podem contribuir para esse desconforto.

De modo geral, é fundamental que as mulheres com dor persistente, intensa ou acompanhada de outros sintomas preocupantes, busquem avaliação médica. Continue a leitura para saber mais! 

O que causa dor no mamilo?

A dor no mamilo, também conhecida como dor no bico da mama, é um sintoma comum na mulher e pode ser causada por uma variedade de fatores. Normalmente, a dor desaparece em poucos dias sem a necessidade de tratamento específico. 

No entanto, se persistir por um longo período, for intensa ou acompanhada de outros sintomas, é importante consultar um mastologista ou ginecologista para avaliação médica. 

Existem diferentes tipos de dor no mamilo, classificados como cíclica, acíclica ou não-mamária. 

A dor cíclica é mais comum e acontece duas semanas antes da menstruação. A acíclica está relacionada à menopausa, enquanto a dor não-mamária pode ter origem em outras regiões do corpo.

A dor no mamilo pode ter várias causas, e é importante avaliar os sintomas para determinar a origem:

Fricção na roupa: A fricção com roupas inadequadas, principalmente durante exercícios físicos, pode irritar a pele do mamilo e causar dor ou coceira. É essencial evitar o material que causou a irritação e, se houver ferida, lavar o local e aplicar uma pomada cicatrizante.

Candidíase mamária: A candidíase mamária é uma infecção causada pelo fungo Candida Albicans que pode afetar o mamilo durante a amamentação. Alguns dos sintomas incluem vermelhidão e dor no mamilo. 

Alergia: Os mamilos são sensíveis ao uso de sabonetes e outros cosméticos. Além da coceira, pode haver vermelhidão, descamação e inchaço.

Dermatite atópica: Conhecida também como eczema, causa coceira intensa e persistente no mamilo. Pode ocorrer em qualquer idade e não tem uma causa específica. 

Traumas físicos: Mordidas, beliscões, pancadas ou outros traumas podem resultar em feridas no mamilo e dor na região. É importante evitar essas situações e tratar qualquer lesão.

Infecções: Infecções nos folículos pilosos ao redor dos mamilos ou piercings mal higienizados também podem causar dor no mamilo. 

Alterações hormonais: Altos níveis de progesterona e estrogênio durante a menstruação ou uso de métodos contraceptivos hormonais podem levar à sensibilidade e dor nos mamilos.

Pré-menopausa: A queda gradual nos níveis hormonais pode causar sintomas, incluindo dor nos mamilos.

Amamentação: A sucção frequente do bebê pode causar irritação e rachaduras nos mamilos, resultando em dor.

Cistos mamários e nódulos: Cistos preenchidos por líquido e nódulos na mama podem causar dor no mamilo. Nem sempre a dor indica câncer de mama, mas é importante investigar qualquer alteração persistente.

câncer de mama

Dor no mamilo é sinal de gravidez?

A dor no mamilo pode ser um sintoma comum de gravidez, mas também pode acontecer devido a flutuações hormonais normais durante o ciclo menstrual. 

Por isso, é importante observar outros sinais e sintomas, como atraso menstrual, náuseas, cansaço e sensibilidade aumentada nos seios, para ter uma ideia mais clara. No entanto, apenas um teste de gravidez ou consulta médica pode confirmar a gestação.

O que fazer para aliviar a dor no mamilo?

Quem sofre com esse problema precisa evitar materiais que causem irritação. No caso de exercícios, coloque um pedaço de adesivo no mamilo para evitar o atrito com a roupa. Se houver ferida, lave o local e aplique uma pomada cicatrizante.

Os mamilos são sensíveis e podem reagir a pequenas alterações, como uso de sabonetes com pH inadequado, tecidos sintéticos ou mudanças na temperatura ambiente. Nesses casos, lave a região com água morna e sabão neutro.

Durante a amamentação, é comum sentir dor no mamilo. Para evitar o desconforto, garanta uma boa pega para evitar mordidas ou puxões no mamilo. Se necessário, busque auxílio de uma consultoria de amamentação ou de uma fonoaudióloga pediatria. 

Nos demais casos, faça massagens circulares nos seios para estimular a circulação e reduzir a dor. Colocar compressas mornas e frias também é uma boa medida para aliviar o desconforto. 

Se a dor no mamilo persistir, piorar ou vier acompanhada de outros sintomas preocupantes, é preciso procurar avaliação médica. 

Confira a seguir alguns sintomas que indicam a necessidade de procurar um médico:

  • Presença de nódulos ou caroços na mama;
  • Secreção de sangue ou líquido claro;
  • Alterações na pele da mama, como vermelhidão, inchaço ou descamação;
  • Mudanças no tamanho ou forma da mama;
  • Dor persistente e intensa que não está relacionada ao ciclo menstrual ou outros fatores.

Um médico pode realizar um exame físico completo, incluindo uma avaliação da mama e dos mamilos, e pode recomendar exames de imagem para obter uma avaliação mais precisa da causa da dor no mamilo. 

Exames para avaliar as mamas

Os exames de imagem ajudam a determinar se há alguma anormalidade estrutural na mama que requer investigação adicional ou tratamento quando a paciente reclama de dor no mamilo persistente.

Mamografia

A mamografia é um exame diagnóstico que se utiliza de baixas doses de radiação que possibilita encontrar malformações ou anormalidades na região mamária. É um exame de check-up obrigatório acima dos 40 anos. 

É um dos principais exames para o diagnóstico do câncer de mama, que permite o diagnóstico em seus estágios iniciais, identificando desde pequenos agrupamentos de microcalcificações e nódulos até assimetrias focais e distorções em estágios avançados.

Ultrassonografia mamária

É um exame de imagem que permite observar determinadas estruturas, incluindo a região das mamas. Funciona com ondas ultrassônicas de alta frequência, produzindo eco, e a resposta dessas ondas forma imagens que podem ser visualizadas e analisadas pelo médico.

Ressonância Magnética

A Ressonância Magnética é um dos métodos de imagem mais avançados disponíveis na medicina. Sua capacidade de fornecer imagens detalhadas e precisas das estruturas internas do corpo a torna extremamente útil para uma ampla variedade de propósitos diagnósticos.

O procedimento utiliza um campo magnético e ondas de rádio para criar imagens detalhadas das estruturas anatômicas estudadas. Uma das grandes vantagens desse método é sua capacidade de fornecer informações tridimensionais sem expor o paciente à radiação ionizante. Pode ser realizada com ou sem contraste. 

Biópsia da mama

A biópsia da mama é um procedimento médico realizado para coletar uma amostra de tecido da mama para análise laboratorial. Esse procedimento é realizado quando existe suspeita de anormalidades na mama, como nódulos, massas ou alterações detectadas em exames de imagem.

>>> Precisa realizar exames de imagem na região da mama?

O IMEB — Imagens Médicas de Brasília — é uma referência em diagnóstico por imagem na região de Brasília-DF e no entorno da capital federal. Isso porque a instituição de saúde utiliza equipamentos de última geração para realizar vários procedimentos de imagem e medicina nuclear.

Se você precisa de exames de imagem da mama, o IMEB também disponibiliza atendimento humanizado e altamente especializado para um diagnóstico preciso e ágil. Acesse o link abaixo e faça o seu agendamento! 

AGENDE SEU EXAME DE IMAGEM

Por: Dr. Renato Barra / Categoria: Bem-estar Câncer de mama

10 de junho de 2024

Conteúdos Relacionados

Conteúdos Recomendados

DICAS DE SAÚDE

Receba Dicas de Saúde Atualizadas