Câncer de Mama: como identificar? Os 5 sinais mais frequentes | IMEB

Câncer de Mama: como identificar? Os 5 sinais mais frequentes

Em alguns casos, é possível diagnosticar o câncer de mama com o autoexame das mamas, avaliando: presença de nódulos ou irregularidades nas mamas, alterações no aspecto da pele, saída de secreção pela papila, alteração na forma ou tamanho da mama ou, ainda, a inversão do mamilo.

Vale lembrar que o câncer de mama é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres, atrás apenas do câncer de pele não melanoma, correspondendo a cerca de 29% dos casos novos a cada ano no Brasil.

Por isso, é importante se informar cada vez mais sobre as formas de diagnóstico, como está fazendo agora.

Acompanhe o artigo para saber com mais detalhes como identificar o câncer de mama a partir dos 5 sinais mais frequentes da doença, além de entender como é realizado o diagnóstico e como funciona o tratamento da doença. Confira!

Quem tem Câncer de Mama sente dor?

Afinal, câncer de mama dói? Dor na mama pode ser sinal de câncer? Esse é uma das principais preocupações de pacientes. Em geral, o câncer de mama não dói em estágios iniciais, apenas quando a doença já está avançada

Isso porque a dor costuma surgir quando o tumor se torna grande o bastante para afetar outras estruturas ao seu redor, como pele, músculos, ossos, vasos e nervos na mama.

Além disso, é importante ressaltar que a dor nas mamas também pode estar ligada a patologias e causas benignas na região, como cistos nas mamas, alterações hormonais durante o ciclo menstrual, gestantes com excesso de leite.

Por isso, para saber se a dor nas mamas é ou não um indicativo de câncer, é importante relacionar esse sinal aos outros sintomas de câncer de mama mais comuns, como você pode conferir abaixo.

Como identificar o Câncer de Mama? Busque por estes 5 sinais mais frequentes:

Muito se ouve falar que a indicação de câncer é a presença de um nódulo no seio, que pode ser percebido por meio do autoexame. Porém, existem outras formas e sintomas para identificar o câncer de mama.

O Dr. Renato Barra, médico do IMEB (Imagens Médicas de Brasília) e especialista em Medicina Nuclear, preparou um vídeo especial para você sobre os principais sinais e sintomas do câncer de mama. Assista:

Os sinais de câncer de mama geralmente são visíveis e fáceis de serem identificados. Entenda nos tópicos abaixo!

1 – Alteração na forma ou tamanho

O tumor deforma os tecidos mamários e com isso pode alterar o formato da mama, que pode apresentar inchaço ou diminuição da mama, por conta da retração dos tecidos. Outras deformações podem se dar em forma de afundamento ou de fibrose local, devido a degeneração das glândulas mamárias.

2 – Alterações no aspecto da pele, inchaço e dor

Os sintomas também podem indicar uma inflamação, que pode ser percebida pela vermelhidão das mamas ou dores semelhantes às que ocorrem no período menstrual, mas que persistem por mais tempo. Pode ocorrer também sensação de calor na região afetada.

Outra característica é uma alteração na textura da pele, tornando-a irregular e parecida com a casca de laranja. Todos esses são indicativos de um processo inflamatório nos vasos que irrigam a região.

3 – Alterações nos mamilos

O aparecimento de pequenas feridas nos mamilos é um dos sintomas mais visíveis do câncer de mama, por isso merecem atenção especial.

Além disso, os mamilos podem apresentar também algum tipo de secreção amarelada ou mesmo sangue, o que também é um sinal. Nesses casos o tumor deve estar no início e alojado nos dutos mamários.

Nos casos de tumor localizado atrás da aréola, podem ocorrer duas alterações: o mamilo pode se inverter ou a pele ficar repuxada.

4 – Coceira no bico da mama

A coceira frequente nas mamas pode ser um dos sintomas de início do câncer, quando ele ainda não conseguiu penetrar nos tecidos e se manifesta externamente dessa maneira. De qualquer forma, é recomendável verificar.

5 – Inchaço e nódulos nas axilas

Dos sintomas, esse é o que chama mais atenção. Caso você perceba a presença de nódulos nas axilas, procure um médico com urgência. Esse sintoma demonstra que o câncer está avançando pelos gânglios linfáticos e que não há tempo a perder.

Leia também:

Nódulos mamários: benigno ou maligno? Devo me preocupar?

Acompanhe a ilustração abaixo para entender melhor como ficar atenta aos sinais do câncer por meio do autoexame das mamas:

autoexame das mamas sintomas do câncer de mama fotos

O autoexame das mamas é muito útil para identificar possíveis sinais e sintomas do câncer de mama. Saiba em que você deve ficar atenta

Saiba mais em:

17 sintomas de Câncer de Mama que não devem ser ignorados

E quais são os primeiros sintomas do Câncer de Mama?

Na maioria dos casos, o tumor de manifesta inicialmente como um pequeno nódulo indolor na mama, sendo um dos primeiros sinais e sintomas do câncer de mama. Porém, nem sempre esse nódulo é indicativo de tumor maligno, sendo essencial uma avaliação médica para o diagnóstico correto.

Além disso, é importante destacar que o câncer de mama em estágio inicial geralmente não apresenta sintomas, pois o tumor ainda não possui tamanho suficiente para ser percebido no autoexame.

Normalmente, quando o tumor é percebido no exame de toque, o câncer já está em um estágio mais avançado. Por isso a importância da realização de exames regulares, como a mamografia, para a detecção precoce da doença.

Leia também: 

Prevenção do Câncer de Mama: por que a mamografia é fundamental?

Técnica ROLL após exames de mama: o que é

Como é feito o diagnóstico para o Câncer de Mama? Exames que detectam a doença

Como explicado anteriormente, o primeiro passo para identificar o câncer de mama é a realização do autoexame das mamas. Em seguida, recomenda-se que seja feito um exame clínico das mamas, geralmente por um ginecologista ou mastologista.

Você sabe quais são os principais exames para diagnóstico do câncer de mama? O Dr. Renato explica no vídeo abaixo, assista:

A análise de um profissional também é uma etapa muito importante, pois é a partir daí que ele indicará quais os exames que devem ser feitos.

O principal deles para rastrear o câncer de mama é a Mamografia Digital, que corresponde a um exame de diagnóstico por imagem que realiza uma radiografia das mamas, capaz de identificar lesões pequenas com alta resolução e detalhamento.

Idade para Mamografia: quando realizar o exame e quem deve fazer? Saiba aqui.

Podem ser necessários também a realização de outros exames, como alternativa à Mamografia Digital ou para complementar a realização deste. É o caso da Ultrassonografia das Mamas, a Ressonância Magnética (RM), a Biópsia das Mamas e a Cintilografia Mamária de Alta Resolução. Todos esses exames estão disponíveis no IMEB.

Para conhecer, em detalhes, cada um deles, e quais são as suas principais indicações, acesse estes artigos:

4 exames que detectam o câncer de mama

Cintilografia Mamária de Alta Resolução: um salto na detecção do câncer de mama

Qual a importância do diagnóstico precoce do Câncer de Mama?

Quando o câncer de mama é detectado ainda na fase inicial, é possível evitar que a doença progrida, piore o quadro da paciente e impacte na sua qualidade de vida. Além disso, com o diagnóstico precoce, maiores são as chances de conservar a mama da paciente e curá-la do câncer.

Lembre-se: um diagnóstico precoce aumenta as chances de cura em mais de 90% dos casos. Por isso, é fundamental realizar mensalmente o autoexame das mamas, e consultar um ginecologista ou mastologista regularmente, tudo bem?

E você conhece a Core Biopsy? É um tipo de biópsia mais segura, confortável e com uma recuperação mais rápida. Saiba mais sobre o exame aqui.

imagem ilustrativa de infográfico sobre exames para mulheres

Baixe o Infográfico e conheça os exames que toda mulher deve fazer por faixa etária – IMEB (Imagens Médicas de Brasília)

Câncer de Mama tem cura?

Sim, é possível curar o câncer de mama. Esse tipo de câncer possui mais chances de ser curado quando o tumor é detectado ainda em sua fase inicial, isto é, quando possui menos de 1 centímetro de tamanho. Nesses casos, as chances de cura chegam a 95%.

Além disso, quanto mais cedo o tumor for detectado, menos agressivas são as formas de tratamento.

Como é o tratamento do Câncer de Mama?

O tratamento do câncer de mama varia de acordo com o diagnóstico, gravidade, tamanho e localização do tumor. Normalmente é feita a cirurgia para a retirada dos nódulos. Podem ser aplicados tratamentos como a quimioterapia, radioterapia ou imunoterapia, que tanto podem acontecer antes ou depois da cirurgia.

Outros medicamentos para aliviar os sintomas relativos ao tratamento também podem ser indicados.

No vídeo abaixo, o Dr. Renato conversa com o Dr. Antônio Frasson sobre os procedimentos cirúrgicos (cirurgia) para o tratamento do Câncer de Mama. Atualmente as cirurgias para o câncer de mama são cada vez menos invasivas e agressivas. Assista:

Leia também: 

Diferença entre radioterapia e quimioterapia: os efeitos são os mesmos?

Cuide de si mesma, se toque, faça o autoexame e consulte seu médico regularmente. Afinal, prevenir é sempre melhor que remediar.

Dúvidas comuns

– Qual tipo de câncer de mama mais perigoso?

O tipo de câncer de mama mais perigoso é o câncer de mama metastático, também conhecido como “câncer de mama avançado” ou “câncer de mama estágio 4”. Nesse estágio, a doença não tem cura e costuma já está espalhada para outras regiões do organismo, como fígado, pulmões, ossos e cérebro.

– É normal sair liquido da mama ao apertar?

Um líquido que sai da mama pode ser considerado normal quando sai de ambos os seios, de forma não-espontânea (ao apertar) e com coloração não transparente.

– Líquido amarelo saindo da mama quando aperta: é sinal de câncer?

Secreção amarelada saindo da mama ao apertar não é um sinal de alerta para câncer de mama. Isso porque, em geral, o líquido associado à presença de câncer na região é transparente, rosado ou avermelhado (nos casos em que há presença de sangue).

Secreções amarelas, marrons ou esverdeadas costumam ser sintomas benignos, que podem surgir quando há a dilatação do ducto mamário.

Para saber mais sobre o câncer de mama, baixe agora nosso Ebook Tudo sobre Câncer de Mama!

Fale conosco

Deixe sua mensagem aqui.

Enviando

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?

IMEB -- 2018 © Copyright
Responsável Técnico: Alaor Barra Sobrinho - CRM-DF 3029