Novembro Azul: mês de prevenção ao câncer de próstata

Assim como o Outubro Rosa é considerado o mês do câncer de mama, o Novembro Azul promove uma campanha de conscientização realizada pela Sociedade Brasileira de Oncologia e outras entidades, desta vez, dirigida, em especial, aos homens. A campanha trata sobre um maior conhecimento de doenças masculinas, com ênfase principal ao câncer de próstata.

Esse tipo de câncer é o segundo mais comum entre os homens. Em primeiro lugar, aparece o câncer de pele. Só para se ter uma ideia da gravidade, cerca de 68 mil novos casos ocorrem anualmente no Brasil. Sendo mais comum entre os homens com mais de 65 anos, o exame preventivo é recomendado a partir dos 50 anos. Ou até antes, caso o pai do paciente tenha tido câncer de próstata.

O que é próstata?

A próstata é uma glândula do tamanho aproximado de uma noz, exclusiva dos homens. Ela se desenvolve e cresce durante a adolescência, quando entra em ação a testosterona que faz com que a próstata chegue ao seu tamanho normal na fase adulta.

Essa glândula masculina se localiza na pélvis, entre o pênis e a bexiga. Ela é responsável pela produção do fluido espesso e branco que, misturado com o esperma, é secretado na ejaculação.

Sintomas do câncer de próstata

A campanha Novembro Azul ajuda a conscientizar a população sobre o fato de o câncer de próstata crescer muito lentamente. Ou seja, é comum que passe despercebido já que não apresenta sintomas mais significativos em sua fase inicial.

Depois de um tempo, o paciente pode apresentar alguns sinais como dificuldade de urinar, urina escura e jato fraco, por exemplo. Mas, calma! Tais sintomas podem também significar outros problemas como a hiperplasia benigna de próstata. Por isso, o ideal é consultar o urologista regularmente. Ele é o médico que recomenda os exames que permitem avaliar as alterações na próstata.

Já programou seu check up para este ano?

Campanha visa o fim do preconceito

Por se tratar de uma região mais íntima, ainda existe muito preconceito em relação às necessárias visitas ao urologista e à realização dos exames que podem apontar alguma anormalidade no tamanho da próstata. Por isso, a importância do Novembro Azul e da devida conscientização.

Além do PSA, que é um exame de sangue, é necessário o toque retal. Nesse segundo, o médico toca a glândula para detectar seu crescimento, textura e se há ou não a presença de um nódulo. Novamente aqui, o preconceito faz com que muitos homens se esquivem do exame.

A informação é a melhor arma para banir esses preconceitos que ocorrem pelo aspecto cultural e pelo machismo que, equivocadamente, relaciona o exame e a própria doença à perda de virilidade. É importante deixar tudo isso de lado. Afinal, quanto mais cedo se detectar a doença, mais fácil e produtivo será o tratamento.

Como é o tratamento?

Além dos já citados, podem ainda ser recomendados os chamados exames complementares como ultrassonografia, biópsia guiada por ultrassonografia e de urina. Uma vez confirmado o câncer de próstata, o tratamento começa imediatamente.

Cada caso exige uma avaliação exclusiva, mas pode ser necessária a cirurgia para remover o tumor. E, caso esteja muito adiantado, talvez seja preciso remover totalmente a próstata, evitando metástase.

Outras formas de tratamento são radioterapia e tratamento com hormônios, que fazem diminuir o tumor e evitar que a doença volte. Mesmo após o tratamento e possível cura, recomenda-se fazer sempre os exames regulares já citados e o exame de imagem que possibilita identificar locais de recidiva de câncer de próstata.  

Aproveite o Novembro Azul para saber mais sobre o câncer de próstata: sintomas, tratamentos e causas.

Confira também o ebook Tudo sobre Câncer de Próstata e obtenha mais informações!

Fale conosco

Deixe sua mensagem aqui.

Enviando

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?

IMEB -- 2018 © Copyright